quarta-feira, 19 de junho de 2024

Maranhão criou 2.978 empregos formais em abril de 2024

Segundo dados do Novo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), o Maranhão registrou um saldo de 2.978 empregos formais em abril de 2024. Esse foi terceiro maior desempenho do Nordeste, que foi oriundo da diferença entre 22.216 admissões e 19.238 desligamentos.

A publicação Mercado de Trabalho Maranhense, elaborada pelo Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (Imesc), divulgada nesta segunda-feira (10), evidencia que o setor de serviços foi o principal contribuinte para o saldo de empregos, impulsionado por ocupações ligadas a “Atividades Administrativas e Serviços Complementares” (+517 vínculos), “Educação” (+274 vínculos) e “Saúde Humana e Serviços Sociais” (+157 vínculos).

O setor da construção destacou-se como o segundo maior gerador de novas vagas em abril, principalmente no que se refere às atividades de “Construção de Rodovias e Ferrovias” (435 vínculos) e “Construção de Edifícios” (+323 vínculos).

Os municípios com os maiores resultados foram: São Luís (+1.562 vínculos), Imperatriz (+204 vínculos), Santo Antônio dos Lopes (+188 vínculos), Açailândia (+180 vínculos) e Presidente Dutra (+142 vínculos).

As ocupações com os maiores saldos de emprego foram: servente de obras (436), faxineiro (289), assistente administrativo (249), atendente de lojas e mercados (186) e vigilante (139).

Com o acréscimo do  resultado atual, o número total de maranhenses empregados formalmente atingiu a marca de 644.850.

– Publicidade –

Outros destaques