sábado, 10 de dezembro de 2022

Maranhão tem nova alta em geração de empregos com 6.983 admissões em setembro

O mercado de trabalho maranhense registrou a nona alta consecutiva de admissões líquidas, no mês de setembro. É o que mostra a Nota de Mercado de Trabalho Formal Maranhense, referente a setembro de 2022, disponibilizada na última semana pelo Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (Imesc), autarquia vinculada à Secretaria de Estado do Planejamento e Orçamento (Seplan).

Os dados mostram que o Maranhão apresentou saldo de 6.983 vínculos empregatícios. Esse resultado significa que nenhum mês apresentou maior número de desligamentos do que de contratações. Em relação ao intervalo entre janeiro e setembro de 2022, o estado acumula geração de 40.927 postos de trabalho, a maior alta proporcional da região Nordeste (7,79%).

Ao investigar o saldo de contratações do mês, verifica-se que todos os grupamentos obtiveram destaque na geração de empregos, sendo o segmento de Serviços, com maior saldo: +3.428 vínculos. O segundo maior saldo foi apresentado pelo Comércio (+1.397 vínculos) e o terceiro foi pelo grupamento da Construção (+1.254 vínculos), enquanto a Agropecuária e a Indústria criaram 495 e 409 novas vagas de emprego formal, respectivamente.

“A geração de postos de emprego no estado pode ser explicada pela intensificação de investimentos do Governo do Estado nos últimos meses. Na construção houve fomento nas áreas de urbanismo e transportes, que contribuíram para a criação de 1.254 empregos formais no mês. Em relação ao setor de Serviços, que respondeu por 49,4% da abertura de vagas, destacam-se os investimentos nas áreas de saúde e educação, ambos segmentos do setor terciário que somaram 736 vagas diretas no mês”, destaca a presidenta do Imesc, Talita Nascimento.

– Publicidade –

Outros destaques