sexta-feira, 27 de janeiro de 2023

Mulher de tenente-coronel assassinado pagaria R$ 15 mil pelo crime

Segundo a Polícia Civil do Distrito Federal, Cristiane Cerqueira, suspeita por tramar a morte do marido, o tenente-coronel do Exército, Sergio Murillo de Almeida Cerqueira Filho , teria pago R$ 15 mil pelo crime. A quantia seria entregue a um dos suspeito, de 24 anos, que é filho de uma ex-empregada da cunhada da vítima. O contato para acertar sobre o crime teria sido feito pela irmã  de Cristiana, Cláudia Maria Pereira Osório.

 

Na última quinta-feira (14), Claudia teria se encontrado em Rodrigo Costa Sales da Paixão e e Lorena Karen Custodio Santana para entregar a arma que teria sido usada no crime. Ela também teria mostrado o local onde a vítima estaria antes de ser raptado e assassinado.

 

No total, oito pessoas foram presas. O tenente e sua mulher estavam saindo do carro, quando foram rendidos por quatro pessoas. Os suspeitos liberaram a mulher logo em seguida, mas seguiram com o tenente no carro. O corpo do militar foi encontrado durante a madrugada de sábado (16) em uma área rural em São Sebastião (DF).

 

De acordo com as investigações o casal estaria passando por um processo de divórcio e ele havia feito uma proposta de pagar uma pensão de R$ 2 mil  ela. A mulher teria planejado o homicídio pois acreditava que, com a morte do marido, receberia uma pensão de R$ 10 mil, correspondente ao salário do oficial.

 

O tenente morto tinha 43 anos de idade e trabalhava no quartel-general do Exército, em Brasília. Ele foi promovido a tenente-coronel da cavalaria em abril de 2014.

– Publicidade –

Outros destaques