quinta-feira, 30 de junho de 2022

G10 Editora

Quase 80% dos eleitores acreditam que morte de Campos influenciará voto

 

Quase 80% dos eleitores admitem que a comoção em torno da morte trágica de Eduardo Campos poderá influenciar a decisão do voto do eleitor. Os dados são da pesquisa CNT (Confederação Nacional do Transporte), em parceria com o Instituto MDA, divulgada nesta quarta-feira (27).

A pesquisa perguntou para 2.002 pessoas se a morte de Campos poderia mudar o voto de algumas pessoas. Do total de entrevistados, 78% disseram acreditar que a morte do socialista vai sim influenciar a decisão do eleitos.

Por outro lado, quase 19% responderam que o acidente trágico não terá reflexo nas eleições. Somente 3% dos entrevistados não responderam ou não souberam opinar.

A pesquisa perguntou ainda qual seria o destino dos votos dos eleitores de Eduardo Campos, que ficaram sem candidato depois da morte dele no dia 13 de agosto. A maioria, quase 65% dos entrevistados, acredita que Marina Silva será a maior beneficiada.

Já na opinião de 11% dos ouvidos pela pesquisa, Dilma Rousseff vai receber os votos que seriam de Eduardo Campos. Quase 7% dos entrevistados aposta que o candidato pelo PSDB, Aécio Campos, será o escolhidos dos eleitores de Campos. Os outros 17% dos entrevistados apontaram outro candidato, o voto nulo, ou não souberam opinar.

Crescimento de Marina Silva

Pelo histórico das pesquisas de intenção de voto realizadas depois que Marina Silva foi oficializada na chapa do PSB com substituta de Campos, ela é quem está herdando os votos do socialista.

A própria pesquisa CNT traz Marina em segundo lugar, com 28,2% das intenções de voto. Na pesquisa anterior, Eduardo Campos ainda estava na disputa e tinha 8,2% das intenções.

Nos dois cenários, Dilma Rousseff continua liderando as pesquisas. No levantamento mais recente, a presidente, que tenta reeleição, tem 34,2% da preferência dos eleitores.

Quem saiu perdendo foi o tucano Aécio Neves que saiu do segundo para o terceiro lugar no levantamento. Antes da morte de Campos, ele tinha 22,1% das intenções de voto. Agora, com Marina Campos na disputa, Aécio tem 16% da preferência do eleitorado.

– Publicidade –

Outros destaques