G10 Editora

Plano do Turismo Sustentável é aprovado

A Audiência Pública para discussão e validação do Plano de Desenvolvimento Integrado do Turismo Sustentável (PDITS) para a área turística de São Luís foi realizada, nesta quarta-feira (17) no auditório do Ceprama, em São Luís. É resultado de um convênio firmado entre Ministério do Turismo e a Secretaria Estadual de Turismo em 2009. O secretario de Estado Estadual de Turismo, Jura Filho, falou da importância do PDITS e dos avanços que a cidade de São Luís dará em relação ao grande potencial de negócios a ser desenvolvidos. “É um documento de orientação para a gestão pública e privada. Estamos dando um grande passo para a com a aprovação desse Plano e, todos nós, só temos a ganhar com isso. O Governo está contribuindo para o fortalecimento e crescimento do produto São Luís, como portão de entrada e grande potencial para negócios e atrativos naturais que a cidade tem a oferecer”.

O Plano, uma exigência dos organismos de financiamento externo do PRODETUR (BID – Banco Interamericano de Desenvolvimento e CAF – Corporação Andina de Fomento), é um instrumento de planejamento cujo objetivo principal é nortear o crescimento do setor turístico de forma sustentável, com respeito ao meio ambiente natural e construído e à identidade cultural das populações residentes na área considerada prioritária para aplicação das ações do Plano.

O PDITS tem a intenção de formar e permitir a exploração racional dos recursos turísticos, estando delineada a estratégia de desenvolvimento agrupada por cinco componentes: estratégia de Produto Turístico, estratégia de comercialização, Fortalecimento Institucional, infraestrutura e Serviços Básicos e Gestão Ambiental. Foram propostas 42 ações que trarão enormes benefícios ao setor turístico de São Luís, promovendo o desenvolvimento integrado da área, com consequente geração de emprego e renda e melhoria da qualidade de vida da população. A explanação do Plano foi realizada pela diretora Técnica da CHIAS, Patrícia Servilha, sendo bastante concorrida a Audiência Pública. Agora, discutido e validado o documento, passa-se ao passo seguinte que é a impressão da versão definitiva do PDITS, o qual será encaminhado ao MTur e estará à disposição para consulta na Setur. É importante o acompanhamento e a revisão periódica do Plano, para que o mesmo cumpra seu objetivo.

– Publicidade –

Outros destaques