quinta-feira, 18 de agosto de 2022

Polícia prende mais um suspeito da morte do empresário Elker Ferreira

A Polícia Civil, o 5° Batalhão de Polícia Militar e da Guarda Municipal, cumpriu mandados de busca e apreensão em cinco casas de supostos integrantes de Organização Criminosa, e de uma pessoa suspeita de ter participação no crime de latrocínio do empresário Elker Sousa Ferreira.

Foram apreendidos diversos celulares, uma motocicleta e um relógio e, na residência de um indivíduo foram apreendidas diversas pedras de crack e trouxinhas de maconha, já embaladas e prontas para a comercialização, cocaína e dinheiro em espécie, bem como munições de diversos calibres, além de animal silvestre.

O suspeito foi autuado em flagrante delito pelos crimes de tráfico ilícito de entorpecentes, posse ilegal de munição de uso permitido e pelo crime ambiental.

O crime

Na madrugada do dia 22 de maio, um empresário de Barra do Corda foi morto durante assalto. Elker Sousa Ferreira, de 41 anos, foi morto a tiros, na porta de sua casa.

A polícia investiga o crime e uma das linhas é latrocínio devido os suspeitos terem levado o celular e joias da vítima – um cordão e uma pulseira.

O empresário foi abordado na porta de sua residência, no bairro Trizidela, em Barra do Corda, por dois homens, que estavam em uma moto. Os suspeitos anunciaram o assalto, momento que Elker Ferreira teria travado luta corporal com os criminosos.

Elker foi alvejado na cabeça e morreu no local. Os suspeitos fugiram com os pertences da vítima.

O corpo da vítima foi removido para o Instituto Médico Legal (IML) de Imperatriz para ser necropsiado e o resultado o exame pericial encaminhado para a equipe da Delegacia Regional de Barra do Corda.

Aposta em 2020

A vítima ficou bastante conhecido no ano de 2020, durante as eleições. Um vídeo de Elker viralizou onde ele apostava R$ 300 mil no candidato que apoiava em Barra do Corda. Ele aparecia com a quantia em dinheiro querendo fazer a aposta com adversários políticos.

– Publicidade –

Outros destaques