sábado, 13 de abril de 2024

Postos E+ Reciclagem da Equatorial Maranhão agora recebem vidro

O descarte inadequado de resíduos é um dos fatores responsáveis por inúmeros prejuízos ambientais e à saúde pública, como alagamentos em períodos de chuva, poluição visual e proliferação de doenças. O vidro pode levar até 4 mil anos para se decompor na natureza, ou seja, uma garrafa que é jogada na rua hoje pode ultrapassar gerações e afetar o ecossistema durante milênios.

No Maranhão, com o início das primeiras chuvas, o cenário se torna favorável para a procriação de mosquitos, principalmente em espaços onde há lixo acumulado, por isso é tão importante incentivar as ações de combate ao acúmulo de resíduos poluentes, como frascos de vidro. Diante disso, buscando soluções para combater esses impactos negativos ao meio ambiente e sociedade em geral, a Equatorial Maranhão firmou uma parceria com a startup de logística reversa inteligente Green Mining para receber vidro nos postos de coleta do projeto E+ Reciclagem, a partir deste mês.

O Programa de Eficiência Energética da Equatorial Energia, presente no Maranhão há mais de 10 anos, atua com o objetivo de diminuir os danos causados pelos resíduos expostos ao meio ambiente, promovendo ações voltadas para difundir a cultura da coleta seletiva, conscientização e a preservação ambiental. “O vidro é um material 100% reciclável e pode ser reaproveitado de inúmeras formas sem causar prejuízos a natureza. Por isso é tão importante conscientizar, incentivar e trazer projetos que possibilitem a população a destinar corretamente esses materiais que podem ser reciclados. Essa ação da Equatorial é um importante avanço e reforça a utilização de práticas sustentáveis para a preservação do planeta, que é uma responsabilidade de todos nós”, pontuou Luís Emilio, analista de Projetos de Eficiência Energética da Equatorial Maranhão

Essa é uma parceria muito significativa para ampliação da reciclagem no estado. “A Green Mining já faz coleta de vidro há quatro anos em seis diferentes estados do país e agora viabiliza junto com a Equatorial a possibilidade de recuperar o vidro no Maranhão, nas estações do E+ Reciclagem. A startup faz toda a parte de rastreabilidade e destinação do vidro, conseguindo garantir uma remuneração extra para as pessoas que levam esse material nas estações do projeto”, pontuou Rodrigo Oliveira, presidente da Green Mining.

Os clientes que desejarem entregar seus vidros podem se dirigir até os postos de coleta do E+ Reciclagem de São Luís, nas unidades localizadas na sede da Equatorial Maranhão, no Centro Elétrico da Avenida Guajajaras, no Supermercado Mateus da Cohab e na Lagoa da Jansen. A intenção é que até o final do ano todos os postos do programa estejam aptos a receber o vidro.

Confira algumas recomendações para o descarte de vidro nos postos do E+ Reciclagem

• Se o vidro estiver quebrado, é preciso colocar em uma caixa ou embrulhar com papel;
• O vidro não necessariamente precisa estar lavado, mas deve estar vazio;
• É necessário retirar a tampa dos recipientes de vidro;
• Não precisa retirar o rótulo dos frascos;

Materiais de vidro que são recebidos no E+ Reciclagem

• Garrafas (cervejas, vinhos, sucos, destilados, etc.)
• Copos e pratos;
• Potes de conserva (palmito, azeitona, geleia, etc.);
• Embalagens de vidro (azeite, mel, vinagre balsâmico, etc.);
• Embalagens de esmalte (sem tampa).

Com o E+ Reciclagem, todos podem contribuir com a coleta seletiva em prol do meio ambiente, comunidades e pessoas. Essa iniciativa está alinhada aos valores de responsabilidade socioambiental da Equatorial Maranhão, que busca incentivar a reciclagem, dando destinação correta aos resíduos, beneficiando os clientes com bônus na conta de energia e estimulando a doação para instituições sociais. Ações como esta, fazem parte do compromisso que a Equatorial assumiu com a Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU), dentre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), está a Ação Contra a Mudança Global do Clima que foca, entre outros fatores, no combate à poluição em todos os meios.

Além do vidro, confira os materiais recebidos nos postos de coleta do projeto:

• Resíduo orgânico: óleo de cozinha;
• Papel em geral: livros, revistas, encartes, jornal, papelão, etc.;
• Plástico: PET, plástico duro (embalagens de cosméticos, por exemplo), plástico filme, PVC, canos e forros, etc.;
• Material eletrônico: celulares, placas eletrônicas, televisor, aparelho de som e computador (exceto pilhas e baterias);
• Metal: aço inox, alumínio, ferro, bronze e chumbo (baterias de carro, por exemplo);
• Embalagens Tetra Pak (caixinhas de leite, ervilha, creme de leite, extrato de tomate, etc.).

Atualmente, além do Maranhão, o projeto atua em outros estados de concessão da Equatorial Energia: Pará, Piauí, Alagoas e em implantação no Rio Grande do Sul. Aqui no estado, são 17 pontos de coleta, sendo 7 postos fixos em São Luís, 1 em Timon, 1 em Caxias e 3 em Imperatriz. Outros 5 postos itinerantes (móveis) funcionam em São Luís em parceria com associações em bairros distintos. Consulte todos endereços e horários de funcionamento em www.equatorialenergia.com.br ou direto pelo link https://ma.equatorialenergia.com.br/locais-de-coleta/.

Sobre a Green Mining

A Green Mining é uma startup pioneira em logística reversa inteligente e uma das selecionadas, em todo o mundo, pela cervejaria Ambev por meio do programa 100+ Accelerator. Desde 2018, já coletou e encaminhou para reciclagem mais de 5,2 milhões de quilos de embalagens pós-consumo e evitou a emissão de 878 mil quilos de CO₂. Integrante do grupo de empresas do Pacto Global da ONU, maior iniciativa de sustentabilidade corporativa do mundo, participou da COP26 e do World Economic Forum 2023 apresentando seus projetos e soluções de rastreabilidade com tecnologia blockchain.

Premiações: Vencedora do ‘Better World Award’, realizado na Bélgica; da competição mundial de Ideias de Negócios Verdes da Climate Ventures e da 1ª edição brasileira do evento europeu Greentech Challenge. Por dois anos consecutivos, a startup foi premiada no Ranking 100 Open Startups, entrando para o TOP 10 na categoria CleanTechs em 2021 e CityTechs em 2022. Além de ser ganhadora do prêmio inglês Latam Edge Awards em 2022.

– Publicidade –

Outros destaques