terça-feira, 29 de novembro de 2022

Prefeitura abre inscrições para monitoria na 8º FeliS

A Prefeitura de São Luís, por meio da Fundação Municipal de Cultura (Func), abre nesta segunda-feira (22) as inscrições para a função de monitoria na 8ª Feira do Livro de São Luís (FeliS). Os interessados deverão procurar a sede da Func, na Rua Isaac Martins, no Centro, até a próxima sexta-feira (26).

O edital de seleção de propostas para monitoria está disponível no site da Prefeitura de São Luís. “A procura em cada edição da Feira tem sido grande. O trabalho dos monitores é de grande importância para o evento e a troca é sempre mútua, tanto para os organizadores, quanto para os monitores pela vivência que a experiência literária proporciona”, explicou a coordenadora da 8ª FeliS, Rita Oliveira.

Ela também destacou o empenho da administração do prefeito Edivaldo para a realização do evento. A Prefeitura vai disponibilizar 150 vagas para monitoria na 8ª FeliS, distribuídas pelos três turnos, que serão preenchidas por ordem de inscrição, mediante o cumprimento dos requisitos exigidos no edital. Cada monitor receberá o auxílio no valor de R$ 300, além de certificado de participação, com carga horária de 40h, que será entregue após a realização do evento. Poderão participar da seleção universitários de instituições de ensino superior, públicas ou privadas, regularmente matriculados em qualquer área de graduação e que estejam cursando do 2º ao 6º período. Para se inscrever, basta levar até a sede da Func, a documentação completa exigida pelo edital.

O atendimento será realizado de segunda a sexta-feira, em horário comercial. O resultado da seleção deverá ser divulgado a partir do dia 3 de outubro. SOBRE A 8ª FELIS Este ano, a Feira do Livro de São Luís será realizada no período de 31 de outubro a 9 de novembro e ocupará os espaços culturais do bairro do Desterro. O tema da Feira é “Literatura Infantil”, tendo como patrono o jornalista e escritor de literatura infantojuvenil Wilson Marques. Serão homenageados também os escritores Ubiratan Teixeira (em memória), jornalista, escritor, poeta e teatrólogo; Mundinha Araújo (Raimunda Araújo), jornalista, professora, ativista, historiadora, pesquisadora e uma das fundadoras do Centro de Cultura Negra (CCN); e o poeta Odylo Costa, Filho (em memória), pelo centenário de seu nascimento.

– Publicidade –

Outros destaques