quinta-feira, 30 de junho de 2022

G10 Editora

Curso de informática para pessoas com deficiência tem início

A Prefeitura de São Luís, em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), deu início esta semana ao curso de Informática. O foco são pessoas com deficiência, integrantes da rede municipal de ensino. As ações estão alinhadas com a política de governo do prefeito Edivaldo. “A política inclusiva desenvolvida pelo prefeito Edivaldo em todos os campos de sua gestão passa também por possibilitar às pessoas com deficiência as condições para que elas entrem no mercado de trabalho para galgar bons espaços profissionais. As parcerias que buscamos neste sentido têm sido extremamente exitosas não só para qualificar, mas para encaminhar e acompanhar a trajetória profissional dessas pessoas”, afirmou o secretário municipal de Educação, Geraldo Castro Sobrinho.

O secretário enfatizou que a cultura inclusiva tem se tornado uma realidade no mercado de trabalho e destacou o empenho da atual gestão em promover a qualificação para que pessoas com deficiência conquistem bons espaços profissionais. O curso iniciado esta semana faz parte da grade de formações do programa Oportunizar, que oferece qualificações direcionadas para o mercado de trabalho. Entre os participantes do curso está Karine Fernandes de Almeida que estuda na U.E.B. João Lima Sobrinho. “Estou aqui porque quero poder trabalhar, ganhar dinheiro e comprar minhas coisas do dia a dia”, disse.

Ao todo, 22 estudantes estão participando da capacitação, ministrada de segunda a sexta-feira na Unidade de Educação Básica (U.E.B.) Luís Viana, na Alemanha. Foram formadas duas turmas em turnos diferentes, matutino e vespertino. A carga horária total do curso é de 160 horas e as aulas se estenderão até o mês de outubro.

Os participantes do curso são estudantes da rede municipal de ensino que frequentam a sala de recursos da Educação Profissional. De acordo com a supervisora pedagógica da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (Fiema) na área Itaqui-Bacanga, Rosana Sarmento, essa experiência é importante para a metodologia que está sendo adotada na formação.
“Aqui, estamos trabalhando as habilidades de gestão. Estamos observando as potencialidades deles para encaminhá-los para o mercado de trabalho, que é uma vontade deles, já que praticamente todos estão em idade para ser inseridos”, destacou Rosana Sarmento.

– Publicidade –

Outros destaques