terça-feira, 28 de junho de 2022

G10 Editora

Prefeitura oferta aulas de pilates no Centro de Saúde da Liberdade

A Prefeitura de São Luís, através da Secretaria de Saúde (Semus), está realizando uma série de ações para garantir a qualidade de vida e a manutenção de saúde da população da capital, em especial ao público idoso. Oprojeto “Pilates na Comunidade” faz parte de tais medidas e é uma inovação implementada na rede municipal de saúde pela gestão do prefeito Edivaldo. A iniciativa é desenvolvida no Centro de Saúde da Liberdade.

Um dos objetivos do Pilates na Comunidade é garantir ao idoso maior estabilidade corporal, força muscular, controle motor, além da diminuição de dores gerais e prevenção de doenças como a artrose, osteoporose,processos degenerativos e reumáticos, deformidades da coluna vertebral,manutenção da pressão arterial, da condição cardiovascular e tratamento de doenças como diabetes, colesterol e cardiopatias.

“A ideia de trazer o pilates para uma unidade de saúde do município foi priorizar a qualidade de vida da população, principalmente os idosos que com as aulas ganham mais independência, já que os movimentos praticados nas aulas são direcionados para o maior grau de flexibilidade,alongamento, amplitude de movimento, reeducação postural, força muscular,resistência, aumento da capacidade respiratória, equilíbrio corporal e coordenação motora”, afirmou a fisioterapeuta Karla Cristina Sousa Lima de Oliveira, responsável pelas sessões no Centro de Saúde da Liberdade.

Para a dona de casa, Lindalva Ferreira Silva, 45 anos,que participa do projeto há quatro anos, as aulas de pilates colaboram de forma positiva para o seu bem estar físico, já que antes sentia muitas dores nas pernas e principalmente nas mãos. “Acho que já estaria aleijada se nãopraticasse o pilates, quando comecei as aulas mal consegui mexer os dedos eagora já consigo segurar com firmeza os objetos”, relatou.

Segundo a aposentada Hilda Borges, 60 anos, o serviço de pilates ofertado pela Prefeitura reforçou a sua rotina de exercícios físicos e lhe proporcionou funcionalidade e independência. “É muito bom participar das aulas de pilates, me sinto mais disposta para realizar as minhas atividades diárias e andar por onde eu quiser sem precisar de ajuda. Além do pilates,ainda faço caminhadas todos os dias e assim mantenho minha saúde em dias”,finalizou a aposentada.

SAÚDE PARA A MULHER

O projeto atende cerca de 200 alunos mensalmente e funciona com três turmas pela manhã, duas vezes na semana, na segunda e quarta-feira. Além do trabalho com idosos, o projeto “Pilates na Comunidade”atende mulheres entre 45 e 55 anos que estejam no período da menopausa. Essa faixa etária corresponde à transição entre a fase adulta e a terceira idade,sendo um período de extremas mudanças no campo familiar, psicológico, econômico e físico.

Junto a este público, o pilates trabalha para prevenir alterações osteomioarticulares, características do envelhecimento e garantir desde cedo um bom estado de saúde para que as mulheres possam passar pela menopausa e chegar à velhice com saúde e com o mínimo de doenças relacionadas com o envelhecimento.

– Publicidade –

Outros destaques