quinta-feira, 20 de junho de 2024

Presa mulher que manteve filha em cárcere privado por quase 20 anos, na Região da Baixada Maranhense

A vítima foi encontrada em uma cela improvisada, com pés acorrentados e os braços amarrados, em condições análogas a escravidão e condições insalubre.

O caso aconteceu na última quinta-feira (09), no povoado Ricoa, na Região da Baixada Maranhense, quando a mãe da vítima, uma mulher já idosa, foi presa por manter a própria filha, de 39 anos, em cárcere privado. De acordo com a polícia, a vítima foi encontrada dentro de uma cela improvisada com os pés acorrentados e os braços amarrados, vivendo em condições insalubres, com fome e sede. A mãe dela, que também estava na casa, apresentava visíveis sinais de embriaguez.

Segundo os agentes, a vítima estava encarcerada sob o pretexto de sofrer distúrbios psicológicos que começaram após a perda de dois filhos, em sua juventude. Em razão disso, ela supostamente teria virado uma pessoa agressiva.

Foram presos em flagrante a mãe da vítima e um homem que portava a chave do cativeiro. As investigações seguem com o objetivo de encontrar participantes ou coautores do crime, já que a situação era de conhecimento de todo o povoado.

– Publicidade –

Outros destaques