sexta-feira, 27 de janeiro de 2023

Programa Saneamento Legal da BRK prossegue com avanços positivos

A BRK, concessionária responsável pelos serviços de água e esgoto em Paço do Lumiar e São José de Ribamar, trabalha continuamente na conscientização de seus clientes sobre o uso correto das redes de esgoto.

Vale lembrar que, o descarte indevido de materiais como plásticos, fio dental, brinquedos, latas e garrafas, fraldas e absorventes provocam obstrução da rede de esgoto e o possível retorno para as residências. Esses produtos somados ao óleo de cozinha, que é o maior vilão das redes coletoras e que contamina a água e o solo causam prejuízos enormes ao sistema de saneamento e consequentemente aos usuários.

Para se ter uma ideia, durante o ano passado, a BRK retirou mais de 102 toneladas de lixo do sistema de esgoto dos dois municípios maranhenses que atende. E apesar do foco da concessionária no trabalho preventivo, foram mais de 1500 de ordens de serviço destinadas à limpeza de rede e obstruções.

Dentre os principais desafios enfrentados nessa ação, estão a profundidade do coletor de esgoto, que está há 6 metros do nível da rua, e o grande fluxo de efluentes no local. Daí a importância do programa Saneamento Legal, que a BRK está desenvolvendo agora e que já tem saldo mais que positivo em São José de Ribamar, com a retirada de 45Kg de resíduos do sistema de esgotamento sanitário que atende ao bairro Nova Terra naquele município.

E os benefícios dessa ação para a população são muitos: desde permitir o fluxo correto do fluxo dos efluentes, até evitar o pior transtorno que é o retorno do esgoto para dentro os imóveis.

o programa Saneamento Legal vai continuar, e visa alertar e orientar os moradores sobre a irregularidade da ligação das redes de água pluvial e esgoto, e os transtornos que essa ligação ilegal pode causar. Segundo Jefferson Alves, Gerente de Operação e Manutenção da BRK Ambiental no Maranhão, as equipes da empresa percorrerão as residências explicando a importância do programa. Com a permissão dos moradores irão realizar vistorias das instalações, identificando a possível contribuição de água de chuva no sistema de coleta de esgoto, a fim de prevenir e reduzir eventuais transtornos, tais como: Obstrução de redes, retorno de efluentes para dentro de imóveis e extravasamentos.

Inicialmente o programa acontece nos seguintes bairros e condomínios: Portal do Paço, Cidade Verde, Turiúba, Nova Terra, Maiobão e Condomínio Dahma, os quais concentram cerca de 17 mil residências. Posteriormente, será expandido para mais localidades.

– Publicidade –

Outros destaques