terça-feira, 23 de abril de 2024

Quantidade de grávidas com o vírus da Aids em SL é a maior das capitais do Nordeste

Foto: Reprodução

Um estudo realizado e divulgado pelo Ministério da Saúde constatou que São Luís é a capital do Nordeste com maior quantidade de grávidas infectados pelo vírus da Aids. Segundo dados, a capital maranhense pulou de 2,6 casos para cada mil pessoas em 2008 para 5,7 em 2018.

Já no Maranhão, de 1985 a outubro 2019, foram registrados 21.288 casos da doença, segundo a Secretaria de Estado da Saúde. Enquanto o número de casos notificados de aids cai entre a população em geral desde 2014 em todo o Brasil, o número de gestantes com HIV aumentou quase 37% nos últimos dez anos.

Veja o boletim aqui.

Registros

De 1980 a junho de 2019, foram identificados 966.058 casos de aids no Brasil. O país tem registrado anualmente uma média de 39 mil novos casos de aids nos últimos cinco anos. Entretanto, o número anual de casos de aids vem diminuindo desde 2013, quando atingiu 42.934 casos; em 2018, foram registrados 37.161 casos.

De acordo com o levantamento epidemiológico do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan), o Maranhão notificou, desde o início da epidemia em 1980 até outubro de 2019, 21.288 casos de Aids, sendo 62,8% do sexo masculino (13.020 casos) e 33,2% do sexo feminino (8.058 casos).

– Publicidade –

Outros destaques