domingo, 16 de junho de 2024

Quase 50% das rodovias são ruins ou péssimas

Levantamento é da Confederação Nacional dos Transportes e aponta 39 pontos críticos.

 

A CNT confirmou com dados o que a motoristas já sabem há algum tempo: a estrutura das rodovias federais e estaduais do Maranhão ainda estão longe de serem as desejáveis. A “Pesquisa CNT 2014 de rodovias” mostrou que das 20 estradas que cruzam o estado, nove foram classificadas de ruins ou péssimas. E o mais grave, essas nove são de administração do governo estadual.

 

A Confederação levou em consideração para o estudo aspectos como o estado geral, a pavimentação, sinalização e a geometria das rodovias. No total, foram mapeados 4.572 km.

 

Levando-se em consideração apenas a extensão total das rodovias sob responsabilidade da Secretaria de Infraestrutura do Estado (Sinfra), 92,4% ou 1.260 km são, para a CNT, ruins, regulares ou péssimas. Este percentual cai para 61,5% quando são analisados os trechos de BR’s.

 

Entre os pontos críticos o estudo analisou erosões (7), quedas de barreiras (1), pontes caídas (1) e buracos grandes (30).

 

A MA 006, de Alto Parnaíba a Balsas e de Balsas a Grajaú, seguindo para Arame e de Governador Nunes Freire a Cururupu passando por Santa Helena são os piores pontos, segundo a confederação.

 

O relatório completo pode ser consultado em: http://pesquisarodovias.cnt.org.br/

– Publicidade –

Outros destaques