quinta-feira, 18 de agosto de 2022

Saiba como se preparar financeiramente para as férias

Woman with hat sitting on chairs beach in beautiful tropical beach. Woman relaxing on a tropical beach at Koh Nangyuan island.

Para muitos, o período de férias é sinônimo de viagens e lazer com amigos e família, o que pode gerar custos excessivos. Independente do destino ou diversão escolhida, o importante é que a programação esteja organizada dentro do orçamento para evitar transtornos posteriores com as finanças.

De acordo com a contadora e coordenadora do curso de Ciências Contábeis da faculdade Pitágoras, Lucimara Sampaio, é possível desfrutar dos passeios sem voltar para casa com acúmulo de boletos e sem dinheiro para quitá-los. “É preciso se organizar, fazer um planejamento prévio, para qualquer passeio, principalmente aqueles que acontecem na alta temporada. Sendo assim, se você já combinou no trabalho as datas das suas férias, comece a preparar a sua viagem o quanto antes. Procure saber quais são os sites que oferecem os preços mais em conta e os destinos incríveis, porém pouco procurados durante a alta temporada”, pontua.

Com o intuito de alcançar as férias com tranquilidade e dinheiro no bolso, a especialista elenca algumas dicas importantes:

Determine o quanto é possível economizar

Já sabendo que terá gastos acima do normal, fora da rotina, faça uma planilha e liste suas despesas fixas. Desta forma, é possível visualizar o quanto tem condições de guardar para o período de descanso.

“A planilha financeira já vem preparada para o seu planejamento, você coloca o orçamento desejado e vai preenchendo as despesas conforme faz o seu roteiro. Isso vai te ajudar a ter uma noção da quantia que você terá até uma determinada data e vai evitar que você acabe contraindo dívidas sem necessidade”, explica.

Liste seus roteiros e visitas com antecedência

Sempre que for possível, reserve um tempo para listar os lugares que deseja visitar, caso o período de férias seja voltado realmente para viajar. Mas ainda que não haja programação de pegar a estrada, pense com antecedência no que quer fazer no período de descanso. Agir por impulso ou aceitar convites de última hora podem comprometer sua renda.

Estipule o período

O tempo de férias é diferente do período de viagem. É importante estabelecer alguns dias para organizar a casa, concluir tarefas pendentes, geralmente mais difíceis de realizar em virtude do trabalho, e tirar um tempo realmente dedicado ao descanso.

Calcule os custos

“Apesar dos imprevistos e custos extras que podem ocorrer durante o trajeto, tenha o bom senso de calcular o valor aproximado do planejamento realizado. Nesta fase, considere tudo que envolva seus dias de folga: passeios, idas a restaurantes, visitas a museus, cinemas, destinos turísticos. Não é possível encontrar o valor exato, mas garanto que é válido fazer uma estimativa das despesas previstas”, diz.

Avalie a “saúde” das finanças

Durante as férias boa parte das pessoas desejam mesmo curtir sem pensar em contas, dívidas e preocupações. Afinal, o momento é para descontrair e esquecer a rotina estressante. Para isso, o ideal, é claro, é ter em mãos toda a verba que irá bancar a diversão. Mas para quem não reservou nenhum valor, a sugestão é postergar a viagem para evitar longos parcelamentos que comprometem o orçamento futuro. Ao invés de destinos mais distantes e caros, troque por cidades mais próximas e se puder evite hospedagens em hotéis, buscando casas de parentes e amigos.  

“Pontuamos que as férias devem estar prevista no orçamento familiar anual, assim você poderá curtir de forma tranquila. O orçamento familiar anual poderá ser realizado para curto e longo prazo, e já apresentar proposta das férias para os próximos anos, reduzindo os imprevistos e até desconforto pelo cancelamento das sonhadas férias. Então, o planejamento é essencial para saúde financeira da sua família e momentos inesquecíveis”, finaliza a especialista.

– Publicidade –

Outros destaques

– Publicidade –

mais recentes

– Publicidade –