sábado, 4 de fevereiro de 2023

Sampaio Corrêa empata fora de casa com Mogi Mirim e cai na tabela

Tricolor maranhense saiu na frente, mas sofreu o empata no 2º tempo.

 

Agência Futebol Interior

Depois de sofrer duas derrotas no Campeonato Brasileiro da Série B, o Mogi Mirim somou seu primeiro ponto ao empatar com o Sampaio Corrêa, por 1 a 1, nesta sexta-feira à noite, no estádio Romildo Ferreira, pela terceira rodada. O resultado foi justo, deixando o Sapo com um ponto, em 18.º lugar, ainda na zona de rebaixamento, e o Tubarão maranhense na vice-liderança, com sete pontos. Perdeu os 100% de aproveitamento e ficou dois pontos atrás do Náutico, líder com nove pontos.

 

Enquanto o Mogi Mirim vinha de derrotas para o Criciúma, por 2 a 1, em casa, e para o Bahia, por 4 a 1, em Salvador, o Sampaio tinha vencido duas vezes: 2 a 0 no Vitória, em Salvador, e 3 a 1 sobre o Macaé, no Castelão. Os dois times entraram em campo, portanto, em situações inversas.

 

Este jogo foi transmitido pela Rádio Futebol Interior em cadeia com a Rádio Difusora AM 680, de São Luís, do Maranhão.

 

ANSIEDADE E ERROS
O time paulista começou demonstrando nervosismo e ansiedade. Disso tirou proveito o visitante, explorando bem os erros de passes do Mogi. Num deles, aos 18 minutos, Daniel tabelou pelo lado direito e cruzou rasteiro. Do outro lado, o oportunista Robert esticou a perna para empurrar a bola para as redes.

Edinho mexeu certo e Mogi buscou empate contra o Sampaio Corrêa

 

O Mogi demorou para reagir. Aos 25 minutos assustou numa falta cobrada por Jhonatan Almeida, que o goleiro Ruan rebateu. Mas Geovanne isolou a bola na rebatida. O recuo do Sampaio abriu a oportunidade para o avanço do Mogi, que quase empatou aos 34 minutos. De fora da área. Geovanne ajeitou a bola e chutou com efeito. A bola estourou na trave esquerda de Ruan e saiu de lado.

 

O Sampaio voltou a ameaçar somente aos 43 minutos, quando Cleitinho deu um chute à queima roupa, mas o goleiro Daniel rebateu para a frente.

 

MUDANÇAS NO ATAQUE

Na volta dos vestiários o técnico Edinho fez logo duas mudanças ofensivas no Sapão. Colocou Rivaldo Júnior e Giovane Loubo, respectivamente, nos lugares do lateral-esquerdo Leonardo e do atacante Magrão, apagadíssimo.

 

O Mogi ganhou força e presença ofensiva, acuando o time maranhense no seu campo. Aos 14 minutos, Edinho fez a terceira alteração, com a entrada do atacante Júnior Juazeiro na vaga do discreto volante Élvis. Edinho acertou na mosca: aos 17 minutos, Juazeiro empatou. Após chute de longe, a bola explodiu no travessão, voltou para Rivaldo Júnior que chutou e o goleiro Ruan fez o milagre, mas o novo rebote ficou nos pés de Juazeiro que bateu forte e no alto. Tudo igual e com justiça.

 

Depois disso, o Mogi ainda conseguiu pressionar por mais alguns minutos. Mas cansou e permitiu que o Sampaio Corrêa administrasse o resultado até o final.

 

JOGOS NO SÁBADO

Na quarta rodada, o Mogi Mirim vai enfrentar o Oeste, num duelo paulista marcado para a cidade de Osasco, onde o time de Itápolis está mandando seus jogos. O confronto fechará a rodada, sábado, dia 30, às 21 horas. No sábado à tarde, o Sampaio vai receber o Náutico, em São Luís.

– Publicidade –

Outros destaques