quarta-feira, 7 de dezembro de 2022

Três pessoas são presas por tirar homem de apartamento para ser executado a mando de líder de facção preso

A Polícia Civil do Maranhão deu cumprimento a três mandados de prisão preventiva contra pessoas de 27, 25 e 24 anos, pelo crime de homicídio ocorrido no dia 21 de agosto deste ano, por volta das 9h, na localidade conhecida como Península do Ipase ou Poeirão, situado no bairro Bequimão, em São Luís. A vítima, identificada como Wallacy da Conceição Marcineiro, foi assassinado por disparos de arma de fogo, após criminosos invadirem o apartamento o qual estava com sua esposa.

Durantes as investigações, apurou-se que meses antes a vítima se envolveu em uma briga familiar e agrediu uma prima, que é esposa de um membro de facção criminosa, sendo que este começou a ameaçar Wallacy de dentro do sistema penitenciário e determinar a sua morte a comparsas que iniciaram verdadeira perseguir a vítima.

A vítima foi localizada pelos criminosos dentro de um apartamento, juntamente com sua esposa e filha de 2 anos, após isso tiraram algumas fotos de Wallacy antes de matá-lo, com a finalidade de enviar para o mandante, a fim de confirmar a identidade de Wallacy antes de levarem ele para a brutal execução à luz do dia.

Com base em todos os elementos colhidos na investigação, a Delegacia de Homicídios da Área Norte representou pela prisão preventiva, o que foi deferido pela Justiça.

Os suspeitos foram presos em suas residências no Parque Jair, em São José de Ribamar, cidade localizada na região metropolitana de São Luís.

Após o cumprimento das formalidades legais, os presos serão encaminhados ao Sistema Penitenciário, onde permanecerão à disposição da Justiça.

– Publicidade –

Outros destaques