Uma semana para inscrições para concurso com 1.000 vagas na Marinha


Os interessados em entrar na carreira militar tem menos de uma semana para se inscrever no concurso da Marinha 2019, para admissão às escolas de aprendizes-marinheiros. O prazo termina às 23h59 (horário de Brasília) da próxima quarta-feira (13). O edital disponibiliza, ao todo, 1.000 vagas.

As chances se destinam a homens solteiros com idade entre 18 e 21 anos (em 1º de janeiro de 2020), ensino médio completo e altura mínima de 1,54m e máxima de 2m.

Os aprovados realizarão o Curso de Formação de Marinheiros para a Ativa (C-FMN) em uma das quatro Escolas de Aprendizes-Marinheiros (EAMs).

As unidades estão instaladas em Fortaleza/CE, Recife/PE, Vitória/ES e Florianópolis/SC. A designação será feita pela Marinha.

Durante o período de formação, os recrutas farão especialização técnica em eletroeletrônica, apoio ou mecânica. A opção por uma das áreas deve ser feita durante a inscrição.

Os aprendizes terão direito a uniforme, alimentação e assistências médico-odontológica, psicológica, social e religiosa, além de auxílio financeiro – o valor atual é de R$ 981.

Inscrições

Os interessados devem preencher formulário de cadastro disponível no site www.ingressonamarinha.mar.mil.br. A taxa de participação custa R$ 42.

A Marinha disponibiliza também a opção para inscrições presenciais, das 8h às 16h, em postos de atendimento no Rio de Janeiro/RJ, São Pedro da Aldeia/RJ, Angra dos Reis/RJ, Nova Friburgo/RJ, Vila Velha/ES, Salvador/BA, Natal/RN, Olinda/PE, Paranaguá/PR, Fortaleza/CE, Belém/PA, Santana/AP, Parnaíba/PI, Santarém/PA, São Luís/MA, Rio Grande/RS, Porto Alegre/RS, Florianópolis/SC, Ladário/MS, Brasília/DF, São Paulo/SP, Manaus/AM e Santos/SP.

Provas

A seleção será iniciada com prova objetiva contendo 50 questões de múltipla escolha sobre matemática, português, física, química e inglês, em data a ser definida. Haverá aplicação nos municípios habilitados para inscrição presencial.

As outras fases incluem avaliação psicológica, de inspeção de saúde e teste de aptidão física (natação e corrida), entre junho e agosto. O curso começa em 20 de janeiro, de acordo com o edital.

Curso

Os recrutas farão curso com duração de 48 semanas, em regime de internato. O treinamento está estruturado em duas fases: a primeira envolve a formação militar-naval, enquanto a segunda é dedicada à especialização profissional.

Ao concluir a formação, os aprendizes assumirão compromisso de tempo de serviço por um período de dois anos. Na sequência, serão promovidos a marinheiro, com remuneração de aproximadamente R$ 1.900, podendo servir em navios ou organizações militares da Marinha.

Conforme o edital, a graduação máxima que poderá ser alcançada é a de suboficial, que atualmente conta com vencimentos de cerca de R$ 6.100.