quinta-feira, 30 de maio de 2024

Vídeo mostra coletivo em chamas no Recanto do Vinhais

Na manhã desta quarta-feira (1), um ônibus foi incendiado, no bairro Recanto do Vinhais, em São Luís. Segundo a Polícia Militar do Maranhão (PMMA), até o momento não há informações sobre feridos. Três homens, ainda não identificados, seriam os responsáveis pelo atentado. Buscas na região estão sendo feitas, a fim de localizar os criminosos.

 

Foto: Reprodução / Whatsapp

 

O Corpo de Bombeiros foi acionado e conseguiu controlar as chamas que assustaram os moradores da região. Várias viaturas policiais foram deslocadas para o local do ocorrido.

 

Ao Portal da TV Guará, o  presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários do Maranhão (Stremma), Gilson Coimbra, informou que o veículo incendiado pertence a frota de ônibus da empresa Primor. E disse ainda que uma nova assembléia será realizada, às 14h, para decidir sobre uma possível paralisação do sistema de transporte público. Neste momento, os coletivos continuam circulando normalmente pelas vias da capital maranhense.

 

Ataques

 

A série de atentados teve início ainda em setembro e deixou, inicialmente, cinco ônibus incendiados na Região Metropolitana de São Luís.  Um no bairro da Santa Bárbara e outros dois que estavam na garagem da Viação Abreu, no Jardim São Cristóvão; além de um na MA 201, em São José de Ribamar, onde homens atearam fogo em um micro-ônibus. 

 

No primeiro ataque, ocorrido no bairro Alto do Pinho, quatro criminosos armados invadiram o  ônibus da linha Pão de Açúcar e anunciaram um assalto. Após praticarem o roubo, ordenaram que os passageiros descessem e atearam fogo no coletivo. O Corpo de Bombeiros foi acionado e conteve as chamas. Ninguém ficou ferido.

 

Na segundo dia de ataque, outro ônibus foi incendiado no bairro da Alemanha. Segundo informações da Polícia Militar, um grupo formado por menores ateou fogo em um veículo que prestava serviço de apoio e esperava participantes de um evento realizado nas mediações. 

 

No terceiro dia de ação dos bandidos, mais duas caminhonetes foram incendiadas. Os veículos estavam estacionados no pátio de uma concessionária na Avenida dos Africanos. Horas depois, atearam fogo em três ônibus na garagem da empresa Gonçalves, no Santa Cruz; além de seis carros em uma garagem de propriedade da SSP, no bairro do Radional. Uma tentativa frustrada de incêndio também foi registrada. Um grupo formado por 20 homens tentou por fogo em um coletivo, no Terminal da Campina, em São José de Ribamar. Um policial de passagem pelo local efetuou disparos e dispersou o bando.

 

O superintendente do Sindicato das Empresas de Transporte (SET), Luís Cláudio Siqueira, informou, com exclusividade, ao Portal TV Guará que o prejuízo deixado pelos ataques a ônibus ultrapassou R$ 2 milhões,

 

Prisões

 

De acordo com informações da polícia, 17 homens foram presos e cinco menores apreendidos. Segundo o delegado Luís Jorge, da Superintendência de Investigações Criminais (Seic), um detento identificado como Henrique Borges Chagas teria ordenado um dos ataques de dentro do Complexo Penitenciário de Pedrinhas. Ele foi autuado em flagrante pelo crime e transferido para o Presídio São Luís III, nova unidade de cumprimento de penas do sistema prisional. 

 

– Publicidade –

Outros destaques