terça-feira, 16 de abril de 2024

Maranhão teve 29 mortes por violência policial nos últimos seis meses

Foto: Luiz Baltar/Divulgação

O novo relatório divulgado nesta quinta (24) pela Rede de Observatórios de Segurança aponta que o Maranhão teve 29 mortes por violência policial nos últimos seis meses. “Os governos progressistas dos estados não garantem uma polícia não violenta”, diz o documento.

O estado totaliza 700 eventos violentos de policiamento nesse período. Destes, 85% são ações policiais, majoritariamente de cumprimento de mandato (317) e repressão ao tráfico de drogas (179).

“Os alvos são pequenos operadores do tráfico e as quantidades de drogas apreendidas são ínfimas. São ações que corroboram para a manutenção do discurso da guerra às drogas que têm como principal objetivo eliminar negros e pobres e não acabar com o tráfico”, explica o relatório.

Vale ressaltar a violência sofrida por agentes de segurança. No Maranhão, quatro indivíduos deste grupo foram vitimados.

Execuções

Além disso, desde o início da coleta de dados da Rede, em agosto de 2021, o Maranhão teve 132 eventos por arma de fogo, com 79 execuções. Segundo a Rede, o número se eleva enquanto as facções locais – como o Bonde dos 40 – expandem sua atuação e disputam territórios.

– Publicidade –

Outros destaques