segunda-feira, 15 de julho de 2024

Adolescente de 17 anos tinha plano de praticar massacre em escola no bairro do Turu

Mais um caso de ameaça em ambiente escolar foi registrado na capital maranhense. De acordo com informações das polícias Civil e Militar, o caso ocorrido na UEB Rubem Teixeira Goulart, localizada no bairro do Turu, está sendo apurado pela Delegacia de Adolescente Infrator (DAI), sob sigilo. O fato foi registrado no dia 4 de abril, última terça-feira.

O responsável pela ameaça teria sido um adolescente de 17 anos, que iria realizar um ataque na escola na próxima semana. Uma guarnição de policiais do 1º BEPM realizou uma mediação de conflito, envolvendo a equipe pedagógica da escola, o pai do garoto, e o próprio adolescente, que confirmou a intenção de dar continuidade ao seu plano, uma vez que já teria tentado executar o ataque anteriormente.

O rapaz de 17 anos foi apresentado na Delegacia do Adolescente Infrator (DAI) sem lesões corporais, acompanhado de seus pais e equipe técnica da secretaria municipal de educação.

Esse é o quarto caso em uma semana no Maranhão. O primeiro a ser registrado foi na cidade de Caxias, onde um adolescente de 17 anos entrou armado em uma escola, com o objetivo de matar a diretora da unidade de ensino e um colega de turma.

No bairro do Anil, uma criança de 11 anos ameaçou matar uma professora. Um boletim de ocorrência foi registrado e o caso segue sendo investigado pela DAI. Uma escola particular, localizada no Turu, registrou inscrições de ameaças de ataque e massacre nas paredes dos banheiros.

A Polícia Militar publicou nota!

A Polícia Militar do Maranhão através do Comando de Segurança Comunitária (CSC), por intermédio do 1° Batalhão Escolar Polícia Militar(1°BEPM), no dia 04 de abril de 2023, atendeu ocorrência e conseguiu frustrar tentativa de massacre em uma escola municipal.

Após levantamento de informações, dados apontavam que um adolescente de 17anos, da UEB Rubem Teixeira Goulart, teria ameaçado realizar um ataque na escola em questão na próxima semana. Diligentemente a guarnição de policiais do 1º BEPM procedeu com uma mediação de conflito, envolvendo a equipe pedagógica da escola, o pai do menor, o referido adolescente o qual confirmou a suspeita e enfatizou a intenção de dar continuidade ao seu plano,uma vez que já tentara executar anteriormente.

Dadas as circunstâncias, o menor foi apresentado na Delegacia do Adolescente Infrator sem lesões corporais, acompanhado de seus pais e equipe técnica da secretaria municipal de educação.

A Polícia Civil se pronunciou através de nota. Confira!

A Polícia Civil do Maranhão informa que o caso ocorrido na UEB Rubem Teixeira Goulart, no Turu, está sendo apurando pela Delegacia de Adolescente Infrator (DAI), sob sigilo.

A DAI não vai se pronunciar em relação a nenhum caso específico de ameaças ocorrido no ambiente escolar.

– Publicidade –

Outros destaques