sábado, 13 de julho de 2024

Embriaguez ao volante! Homem é condenado a 11 anos de cadeia por atropelar e matar mulher

Em julgamento, o conselho de sentença decidiu pela culpabilidade do réu Valterciano Araújo dos Santos, acusado de atropelar e matar, em 8 de novembro de 2017, Cristina Ventura dos Santos. A sessão do Tribunal do Júri foi presidida pelo juiz titular Raphael leite Guedes e ocorreu no Fórum de Santa Inês. Ao final, Valterciano foi condenado à pena de 11 anos e três meses de reclusão, a ser cumprida, inicialmente, em regime fechado.

O fato ocorreu na Avenida Castelo Branco, no centro de Santa Inês, após o denunciado ter retornado do município de Centro Novo. Ele estaria em alto estado de embriaguez alcoólica. Segundo narrou o inquérito policial, o denunciado teria, ao dirigir alcoolizado, assumindo o risco de ocasionar um sério acidente, que pudesse resultar na morte ou lesão de transeuntes, o que acabou ocorrendo. Conforme depoimentos, Valterciano vinha trafegando em alta velocidade pela avenida quando, bruscamente, passou por uma lombada, perdendo o controle do veículo e atropelando a vítima Cristina, que faleceu no local do acidente.

A denúncia narrou, ainda, que após atropelar Cristina, o denunciado não teria parado o carro, um Fiat Strada, para prestar socorro, sendo seguido por uma testemunha que, ao emparelhar o seu veículo com o dele, conseguiu fazer com que Valterciano parasse. Nas imediações do Posto Carajás, o denunciado, teria saído do carro cambaleando, supostamente irritado por causa eventual dano apresentado na parte de frente de seu carro. Esse fato revoltou a testemunha que, de imediato, acionou a guarnição da Polícia Militar para efetuar a prisão de Valterciano.

“O Egrégio Conselho de Sentença, por maioria de votos, decidiu que o acusado praticou o delito do artigo 121, ‘caput’ do Código Penal ‘Homicídio simples com dolo eventual na direção de veículo automotor’ em relação a vítima Cristina Ventura”, pontuou a sentença.

PRÓXIMA SESSÃO 

Outra sessão do Tribunal do Júri está marcada para ocorrer em Santa Inês, na próxima terça-feira, dia 22 de agosto. O julgamento terá como réu Ildean Silva Oliveira. Ele é acusado de ter matado a tiros a vítima Wanderson Andrade de Lima, fato ocorrido em 17 de fevereiro de 2020. Pesa sobre ele, ainda, a acusação de ter tentado contra a vítima Antônio Renílson.

– Publicidade –

Outros destaques