sexta-feira, 14 de maio de 2021

Moto Club: em busca do bicampeonato estadual depois de 18 anos

Moto Club: em busca do bicampeonato estadual depois de 18 anos

Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Em busca da 27ª taça do Campeonato Maranhense de sua história, o Moto Club chega novamente como um dos principais candidatos a conquistar o título da competição. O Papão contratou o técnico Wallace Lemos para comandar a equipe na campanha de 2019 e conta com um elenco formado por muitas apostas e alguns nomes conhecidos pelo torcedor.

Pré-temporada

O Moto Club começou os treinamento ainda no mês de dezembro e antes do início das competições oficiais em 2019 realizou quatro amistosos para aprimorar o preparo físico e tático da equipe de Wallace Lemos.

Em seu primeiro jogo-treino, o Papão goleou impiedosamente o Santa Quitéria por 6 a 0 no CT Pereira dos Santos na reabertura do local de treinamento para os torcedores ainda no mês de dezembro. Antes mesmo do fim do ano, no dia 30, o Moto Club voltou a campo no Fecurão e bateu o time do Expressinho também por 6 a 1 no segundo amistoso.

Os dois confrontos reais da equipe do Moto foram contra o River do Piauí. Em Teresina, as duas equipes não passaram de um empate sem gols em jogo em que o time maranhense foi superior ao adversário nos 90 minutos.

Na “volta”, em São Luís, o Papão venceu por 3 a 1 com tranquilidade e o técnico Wallace Lemos praticamente definiu a equipe que deve começar a temporada.

Campanha de 2018

O Moto Club foi campeão maranhense em 2018 sendo a melhor equipe desde o início da competição. Ao todo foram cinco vitórias, cinco empates e apenas uma derrota.

Classificado em primeiro, o Papão aproveitou-se da vantagem de dois resultados iguais para passar pelo Maranhão Atlético na semifinal após dois empates (0 a 0 e 1 a 1). Na finalíssima, mesmo sem a vantagem bateu o Imperatriz por 3 a 0 no Estádio Castelão e se deu ao luxo de perder a invencibilidade no Frei Epifânio D’Abadia por 2 a 1 e conquistar o título.

Time-base

 

Wallace Lemos

O técnico do Moto Club, Wallace Lemos, faz a sua primeira temporada no futebol maranhense e acredita que o time do Papão pode conquistar o título mais uma vez. O treinador reforçou a importância da pré-temporada para o desempenho dentro de campo em jogos oficiais.

“O Moto Club conseguiu fazer um mês de pré-temporada e isso ajuda muito tanto no entrosamento da equipe quanto na parte física. O nosso elenco é jovem e rápido, busca sempre o gol. Tivemos uma pré-temporada forte, fizemos quatro amistoso até o momento, vencemos dois com folga e o terceiro empatamos com o River-PI, mas tivemos o controle do jogo e as chances vencer. O importante é que já temos um corpo, uma base definida e peças que posso colocar em jogo a qualquer momento que vai surtir o efeito esperado. Trabalhamos forte a parte tática, algumas coisas que priorizo como posicionamento e marcação”, afirmou Wallace Lemos.

O treinador também reforçou que o Papão deve brigar por títulos em 2019, e que o bicampeonato maranhense é o objetivo neste primeiro semestre.

“O campeonato vai ser difícil, todas as equipes ser reforçaram, desde técnicos à jogadores e isso mostra que o futebol local está crescendo. Não vai ter jogo fácil, todos vão ser difíceis, mas acredito que estamos prontos para jogar de igual para igual contra qualquer time. Vamos ter o calendário cheiro com Copa do Nordeste, Copa do Brasil e Brasileiro Série D e por isso foi importante nossa pré-temporada e todas as peças do nosso elenco. O Moto foi campeão 2018 e esperamos conquistar o título de 2019 também”, finalizou.

Castelão

Com o Nhozinho Santos ainda sem condições de abrigar jogos oficiais, o Moto Club deve mandar suas partidas no Estádio Castelão e o campo foi um dos grandes trunfos do Papão em 2018.

Ao todo foram cinco jogos como mandante no Castelão com quatro vitórias e um empate, mas vale ressaltar que o Moto também disputou os clássicos contra Sampaio e Maranhão no estádio e empatou os dois jogos como visitante.

Ou seja, em sete jogos disputados no Castelão foram quatro vitórias e três empates gerando um aproveitamento de 71,4%, número que sobe se contados apenas os jogos como mandante (86,6%).

– Publicidade –

Outros destaques