segunda-feira, 8 de agosto de 2022

No Brasil se prende ‘mal’, diz Claudio Cabral

Foto: Reprodução

O promotor de Justiça, Cláudio Cabral, Coordenador do Centro de Apoio Operacional Criminal do Ministério Público do Maranhão, afirmou em um debate na Câmara dos Deputados, que no Brasil se ‘prende mal’.

A afirmação de Cláudio Cabral foi feita durante um debate sobre terceirização de unidades prisionais realizado na Câmara dos Deputados, que reuniu 20 especialistas.

Coordenador do Caop Criminal do MP maranhense, o promotor Cláudio Cabral frisou que, embora já detenha a terceira maior população carcerária mundial, ‘o Brasil não prende muito, mas prende mal’.

Cláudio Cabral apresentou números da Secretaria de Segurança Pública do Maranhão, segundo a qual, entre 2015 e 2017, foram registrados 120 mil crimes violentos na região metropolitana de São Luís. No período, contudo, foram efetivadas apenas 1,4 mil prisões.

“Não estamos prendendo muito. Estamos prendendo mal. Precisamos de mais investigação, de maior integração [entre as forças de segurança pública]”, afirmou o promotor.

– Publicidade –

Outros destaques