terça-feira, 4 de outubro de 2022

Roberto Rocha é investigado por desvio de emendas; senador nega envolvimento

Foto: Reprodução

O senador maranhense Roberto Rocha (PTB) foi apontado como um dos investigados pelo Supremo Tribunal Federal (STF) em um inquérito sobre desvios de emendas parlamentares no estado. O político diz que foi surpreendido com a informação veiculada e nega envolvimento.

A investigação, relatada por Ricardo Lewandowski, corre sob sigilo – mas a informação foi revelada no último domingo (17) pela Folha de S. Paulo. O mesmo inquérito já contou com operações da Polícia Federal (PF) na casa de outros parlamentares, como Josimar Maranhãozinho (PL-MA); Pastor Gil (PL-MA) e Bosco Costa (PL-SE), todos do partido do presidente Jair Bolsonaro.

O material apreendido mostra quatro imagens enviadas por Josival Cavalcanti da Silva, chamado de Pacovan e apontado pela PF como agiota, a Antônio José Silva Rocha, o ‘Rocha Filho’, em agosto de 2020. Uma das imagens é identificada como ‘Roberto Rocha’ e possui nomes de municípios maranhenses, Magla, Belavista e Milagre do MA, seguidos de valores que somam R$ 980 mil. A PF acredita se tratar de um acerto de contas.

Em nota, o senador nega a participação nos supostos atos. “Trata-se de ilações a partir de anotações feitas à mão, à margem de planilhas onde consta simplesmente o sobrenome Rocha. Por conta disso alguém afirmou acreditar serem dívidas entre duas pessoas ‘com a possível participação do senador Roberto Rocha’”, justificou.

Veja a nota:

Fui surpreendido com a inclusão do meu nome em inquérito sobre desvio de emendas parlamentares, segundo matéria publicada neste domingo, 17 de abril, no Jornal Folha de São Paulo. Afirmo que os atos apurados não dizem respeito à minha atuação parlamentar.

Trata-se de ilações a partir de anotações feitas à mão, à margem de planilhas onde consta simplesmente o sobrenome Rocha. Por conta disso alguém afirmou acreditar serem dívidas entre duas pessoas “com a possível participação do senador Roberto Rocha”.

Nada mais vago e impreciso que tal afirmação, sem qualquer fundamento em fatos.

Informo ainda que não tive jamais conhecimento oficialmente sobre o fato, tampouco fui procurado para qualquer esclarecimento. Se apurassem minuciosamente veriam que não tenho rigorosamente nenhum envolvimento com o fato investigado.

Aguardo sereno que o desfecho das apurações constate o que todo o Maranhão sabe sobre a retidão da minha vida como político e cidadão.

– Publicidade –

Outros destaques