Siga-nos

Bem-Estar & Saúde

Alimentação durante a amamentação: o cuidado com alimentos que causam alergias

Publicado

em

A alimentação saudável pode ocasionar inúmeros benefícios para o corpo humano, inclusive o aumento da imunidade. Durante a amamentação essa alimentação necessita de um cuidado redobrado por partes dos familiares e especialmente as mães. Produtos in natura ou os minimantes processados como frutas, legumes, verduras, feijão, arroz e carnes são os principais nutrientes para uma alimentação equilibrada e saudável.

O consumo de líquidos é essencial para as mães, pois a hidratação é o fator principal para a produção do leite materno. “É importante que a mulher que está amamentando beba ainda mais água. Uma boa dica é ter uma garrafa de água sempre por perto quando for amamentar”, explica Jorginete de Jesus Damião, professora do Instituto de Nutrição da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)

O Ministério da Saúde recomenda que pelo menos devem beber em média 2,2 litros diários.

Produtos industrializados ou caseiros com excesso de açúcar, não hidratam da forma correta como a água. Consumir bebidas açucaradas no período da amamentação não gera muitos benefícios, porque esse líquido pode ocasionar ou não o aumento de peso. “Para prevenir sobrepeso ou excesso de peso futuramente é importante não tomar bebidas com muito açúcar”, ressalta Jorginete.

O cuidado com cinco alimentos que podem causar alergia

Segundo um relatório divulgado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil tem aproximadamente 30% da população com tipos de alergias. O dado é mais preocupante ainda para adultos com a faixa etária entre 18 a 54 anos que apresentam um índice de 23% de casos de asma, já as crianças e adolescentes com 20%.

A atenção com a ingestão de alimentos pode ajudar na prevenção contra essas alergias. A reação anormal do sistema imunológico causada pela ingestão de algum alimento que apresenta substancia alergia pode, ou não levar à morte.

Veja a lista dos cinco alimentos

1- Frutas cítricas
As pessoas que sofrem com problemas de gastrite, devem ficar atentas ao ingerir frutas cítricas como, laranja, morango, abacaxi, maracujás entre outras. Pois a possibilidade de alergia causada por essas frutas pode ser recorrentes, principalmente para pessoas que não sabem se apresentam algum tipo de alergia causada pelas frutas cítricas.

2- Trigo
A proteína do trigo pode gerar ameaças de alergia, pois a reação ao glúten pode causar dores abdominais, inchaço e inflamação no intestino. Esse tipo de alergia é mais comum em crianças.

3- Soja
A reação alérgica da soja é uma das mais comuns, as principais vítimas são os bebês e crianças. Segundo nutricionistas crianças diagnosticadas com Alergia à Proteína do Leite de Vaca (APLV), devem ficar atentas aos alimentos que podem conter traços de soja como, cerais, sucos indústrias, leite de soja, grãos de soja entre outros.

4- Peixes e Frutos do Mar
A alergia a frutos do mar não necessariamente pode surgir na infância, pois muito das vezes podem se desenvolver em qualquer idade. O país é grande produtor de frutos do mar, especialmente no litoral, por isso o cuidado tem que ser redobrado. O sistema imunológico pode ser afetado por alimentos como, camarão, caranguejos entre outros.

5-Ovo

Causadas pelas proteínas ovomucóide e ovoalbumina, a alergia ao ovo ocorre quando o sistema reconhece às proteínas da clara do ovo. O organismo identifica essas proteínas como estranhas e cria anticorpos contra elas, resultando a reação alérgica. Os principais sintomas são vermelhidão e coceira na pele, dor no estômago, náuseas e vômitos, coriza, tosse seca e dificuldade para respirar.