quinta-feira, 5 dezembro, 2019
Início Assista Agora Após audiência, rodoviários podem entrar em greve em São Luís

Após audiência, rodoviários podem entrar em greve em São Luís

Durante audiência entre rodoviários e representantes de empresas de ônibus, realizada na manhã desta quarta-feira (27), foram questionados os descumprimentos dos acordos de Convenção Coletiva de Trabalho. Três empresas (Viação Aloeira, Vip e Viper) foram

Já outras seis empresas do consórcio precisaram esclarecer o porquê de estarem em desacordo com a Convenção Coletiva. Entre as reivindicações dos trabalhadores, estão o atraso nos pagamentos de salários, tickets e planos de saúde.

“O que a gente exige é o cumprimento da convenção, que vem sendo violada pela patronal há mais de dois anos. Todos os meses os salários têm atraso, ticket-alimentação e planos de saúde também. Para completar, descobrimos recentemente que há pessoas trabalhando sem carteira assinada no sistema e isso não é permitido, de maneira nenhuma”, pontua Isaías Castelo Branco, presidente do Sindicato dos Rodoviários.

Mas mesmo com a mediação do Procurador do Trabalho, Marco Antônio de Souza Rosa, que tentou priorizar a garantias dos trabalhadores não houve acordo com as empresas que não apresentaram nenhuma proposta.

Uma nota divulgada pelo Sindicato dos Rodoviários após a audiência disse que: “O departamento jurídico da entidade dará início, o mais rápido possível, a todos os trâmites legais para que seja deflagrada a greve no transporte público”. O sindicato ressalta que serão paralisadas as atividades de “todas as empresas que compõem o Consórcio Upaon-Açu e também o Consórcio Via SL, que representa o Grupo 1001”. O Grupo 1001 atende a região do Cohatrac, uma das maiores da capital.

- Publicidade -

Mais recentes

Em oito anos, número de mulheres agredidas por ex-companheiro cresce 37%

O Instituto DataSenado apresentou nesta quarta-feira (4), em audiência pública, na Comissão Mista de Combate à Violência contra a Mulher (CMCVM), a oitava edição...
- Publicidade -