Comoção marca enterro de crianças maranhenses mortas no Chile


Comoção marca despedida Foto: Mariana Dias

Em clima de muita comoção e tristeza foi enterrada por volta das 10h deste sábado (8) o corpo da menina Isadora Bringel, de 7 anos. A cerimônia aconteceu no Cemitério do Gavião, na Madre Deus. A despedida, marcada por homenagens, contou com a presença de familiares e amigos, que levaram balões brancos para o enterro.

Isadora morreu na última segunda-feira (3) após um deslizamento de pedras durante passeio turístico na região de Cajón del Maipo, na Cordilheira dos Andes, no Chile. No acidente, também morreu Khalida Trabulsi, de 3 anos, cujo enterro aconteceu no final da manhã, por volta das 11h, também no Cemitério do Gavião. As crianças estavam acompanhadas dos pais em passeio no reservatório de El Yeso, localidade distante 100km de Santiago, capital do Chile.

Os corpos das crianças chegaram ontem a São Luís onde foram veladas, as meninas moravam no município de Bacabal, interior do Maranhão, mas as famílias optaram por realizar o enterro na capital maranhense. Durante toda a noite, parentes e amigos acompanharam o velório cercado de muita emoção e homenagens.

O Colégio Reis Magos, onde Khálida e Isadora estudavam, em Bacabal, divulgou uma nota de pesar pela morte delas. A instituição diz que a direção e os professores estão “extremamente abalados pela tragédia” e se solidariza com os familiares. O consulado brasileiro, no Chile, continua acompanhando as investigações do caso.