domingo, 4 de dezembro de 2022

Datena xinga e da um soco em Milton Neves. Briga acaba no IML

A briga entre Milton Neves e José Luiz Datena foi além de um bate-boca. Segundo o colunista Leo Dias, do jornal O Dia, Datena invadiu os bastidores da rádio Bandeirantes e deu um soco no comentarista. Milton Neves foi fazer exame do Corpo de Delito no Instituto Médico Legal (IML), que confirmou a agressão. A confusão começou depois que o comentarista esportivo resolveu falar no ar o que supostamente sabia sobre a vida de Datena.

Quem acompanhava o programa “Terceiro Tempo” no domingo de manhã, ouviu ele dizer que o apresentador do “Brasil Urgente” (Band) morou com o ex-jogador José Hidalgo Neto, astro do Coritiba nos anos 1960 e 1970, no início da carreira.

Datena estava em casa, no Morumbi, em São Paulo, quando foi avisado da conversa que Milton Neves estava tendo com José Ferreira Neto, comentarista e convidado do programa. O apresentador pegou o carro e rapidamente chegou à rádio, que fica no mesmo bairro onde ele mora.

Datena chegou à rádio Bandeirantes e invadiu o estúdio fazendo uma série de xingamentos. As câmeras do circuito interno registraram a confusão.

Datena foi suspenso pela emissora e afastado por dois dias da TV. Quando voltou ao programa, o apresentador fez questão de justificar sua atitude. “Depois de cumprir o período de afastamento, estamos aqui pra falar com vocês. Porque é necessário continuar a vida, e eu quero falar que sou um cara equilibrado, e só perco a cabeça quando alguém fala da minha família, ainda por cima quando fala inverdades”, disse.

E continuou: “Nem bandido fala da família dos outros, então quando alguém fala da sua família, conta histórias de forma canalha, realmente eu perco meu equilíbrio, e vou perder sempre. Agora, provavelmente, vou perder em lugares mais adequados. Tem bandido que tem mais honra do que gente que conheço”, disse Datena, em tom de crítica.

 

Confira a conversa de Milton Neves até o momento que Datena entrou no estúdio:

Milton Neves: “(Datena) Filou bóia lá e até hoje é grato. Tem muita ingrata por aí, muito ingrato que não olha pra trás. Mas o Datena agradece o Hidalgo (…). Queria mandar um abraço ao José Luiz Datena, que ama o Hidalgo, porque ele não era essa estrela que é hoje, a maior estrela da televisão brasileira, e morou lá em Curitiba, na casa do Hidalgo”, disse ele.

Milton Neves: “Lá em Curitiba, ao contrário de você (Datena), eu passei fome e passei frio. E o Hidalgo tem o maior orgulho de ter sido seu companheiro na cidade de Curitiba. Grande Datena, deitou e rolou lá no Paraná antes de virar essa estrela nacional”

Datena: “Meu, que merda é essa? Que merda é essa, aí cara? É o c***”

Em seguida, o comentarista Cláudio Zaidan, que também participava do programa, pede cortar o som.

– Publicidade –

Outros destaques