terça-feira, 17 setembro, 2019
Início Cidades Obras da creche da Chácara Brasil continuam paralisadas

Obras da creche da Chácara Brasil continuam paralisadas

A Creche da Chácara Brasil, com obra orçada em R$ 1,84 milhão de reais e que deveria ser finalizada em outubro de 2018, prossegue fechada. A denúncia é do Sindicato dos Profissionais do Magistério Municipal de São Luís – Sindeducação, que esteve nesta quinta-feira, 15, no local, verificando o descumprimento da quarta promessa de inauguração, pela Secretaria de Educação – SEMED, da creche que poderia beneficiar cerca de 200 crianças, de 2 a 5 anos, em tempo integral.

Segundo informações da entidade sindical, a promessa da Prefeitura de São Luís era de funcionamento do espaço no início do mês de fevereiro deste ano. Durante um protesto de pais realizado no último dia 28 de janeiro, na frente da creche, o secretário de Educação, Moacir Feitosa, presente ao ato, prometeu inaugurar o espaço no dia 5 de Maio, o que não ocorreu. Após receber uma comissão de pais na secretaria, o titular da SEMED prometeu mais uma data, início de agosto, dia 5; o que também não aconteceu; em seguida, prometeu o dia 15 de agosto, quinta-feira desta semana: mas a creche prossegue fechada.

As dirigentes do Sindeducação, professoras Nathália Karoline e Izabel Cristina, estiveram vistoriando a creche nesta quinta-feira, 15, e constataram o abandono do local e a impossibilidade de funcionamento. “É visível que o abandono do local, onde a subestação de energia prometida, item essencial para o fornecimento de energia elétrica para a creche, nunca foi instalada”, explica Nathália Karoline.

A professora Izabel Cristina lamentou que os mesmos serviços de conservação/manutenção apontados pelo Sindeducação desde janeiro ainda estejam aguardando resolutividade. “Segundo informações de porteiros e vigias do prédio, apenas uma equipe de pintura tem trabalhado no local nas últimas semanas”, informa a dirigente.

Ainda de acordo com os funcionários, uma nutricionista da empresa RC Nutry, de fornecimento da alimentação escolar, está visitando a creche diariamente, entretanto, as estruturas de dispensa (depósito), cozinha e área de refeitório continuam intactas, com equipamentos empoeirados e sofrendo deterioração do tempo.

O Sindeducação verificou que ainda não existe mobiliário nas dependências da creche, apesar da Prefeitura de São Luís ter recebido, por meio dos termos de compromisso (números 201601203 e 201601560)assinados pelo prefeito Edivaldo Holanda Júnior nos dias 16 e 18 de Outubro de 2018, o valor de R$ 1,59 milhão de reais para a compra de toda a mobília das creches localizadas na Chácara Brasil (Turu) e Cidade Operária. Os documentos são do extrato do Plano de Ações Articuladas (PAR), programa do Fundo Nacional de Desenvolvimento Educacional (FNDE), e a data limite para uso da verba é novembro desse ano.

“Ao que tudo indica a finalização dos reparos e a efetivação administrativa, pedagógica e da equipe multiprofissional vai se estender para o próximo mês de Setembro. É lamentável que a SEMED continue negligenciando a urgência na entrega dessa creche às centenas de crianças do Turu e das comunidades adjacentes, que tanto necessitam desse espaço escolar”, finalizou a professora Nathália Karoline.

A creche conta com 10 salas de aula, sala de multiuso, fraldário, cozinha, pátio coberto, sala para amamentação (lactaria), área livre com parquinho e jardim; secretaria, sala de professores e direção, além de seis banheiros, sendo três masculinos e três femininos. Apesar do prédio estar 100% pronto, a Prefeitura de São Luís tem repassado para o FNDE que o índice de conclusão da cheche é de 99%, e que a previsão para a finalização do 1% restante é dia 31 de Agosto de 2019.
Categorias relacionadas:
- Publicidade -

Mais recentes

Sampaio treina forte para confronto decisivo

O Sampaio Corrêa já trabalha a todo vapor de olho na segunda partida pela semifinal da Série C, no próximo sábado, contra o Confiança....
- Publicidade -