G10 Editora

36 detentos fugiram de Pedrinhas, diz Sejap

Portal da TV Guará publicou, em primeira mão, que mais de vinte presos fugiram do Centro de  Detenção Provisória.

 

A TV Guará ciente do seu papel de prestar a melhor informação e de forma correta e isenta, um jornalismo comprometido com a verdade, informou que o número de detentos que fugiram na noite de ontem, poderia ser bem maior que os informados pela Secretaria de Justiça e Administração Penitenciária (Sejap).

 

Nossa reportagem foi atrás da informação e descobriu que mais de 20 presos teriam fugido, noticiamos o fato no nosso portal e no telejornal Guará News, sempre esclarecendo que os dados não eram confirmados pela Sejap.  Além disso, descobrimos que dentro da caçamba existiam armas e que após a derrubada do muro houve uma intensa troca de tiros e que inclusive mais detentos teriam se ferido, além dos quatro, que foram informados inicialmente pelo Governo.

 

Hoje a tarde a Sejap corrigiu a informação que havia passado na noite de ontem e confirmou que 36 presos fugiram do Centro de  Detenção Provisória (CDP), em São Luís, na noite dessa quarta-feira (10), de acordo com nota emitida pela Secretaria de Comunicação do Estado.

 

A informação corrigida pela Secretaria de Comunicação vem apenas confirmar o que a TV Guará já havia noticiado desde as primeiras horas da manhã desta quinta-feira (11).

 

Confira na íntegra a nota da Secretaria de Comunicação sobre a recontagem de presos:

 

De acordo com informações consolidadas das Secretarias de Estado de Justiça e Administração Penitenciária (Sejap), de Segurança Pública (SSP) e Força Nacional, 36 presos fugiram do Centro de  Detenção Provisória (CDP), na noite desta quarta-feira (10). Os seis presos identificados na quarta (10) estavam no Bloco Beta e os 30 apontados na recontagem estavam no Bloco Alfa.

Todos os fugitivos já estão identificados. A polícia está realizando incursões para recapturar os foragidos.

Danley Rego da Conceição, de 19 anos, foi preso suspeito de envolvimento na ação criminosa desta quarta-feira (10), quando um caminhão caçamba derrubou parte do muro dos fundos do Centro de Detenção Provisória (CDP).

– Publicidade –

Outros destaques