sexta-feira, 28 de janeiro de 2022

Auxílio Combustível Governo do Maranhão

Dia mundial da luta contra AIDS

Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Todos os anos, celebramos em 1º de dezembro o Dia Mundial de Luta contra a AIDS. Esta data constitui uma oportunidade para apoiar as pessoas envolvidas na luta contra o HIV e melhorar a compreensão do vírus como um problema de saúde pública global.

A sigla AIDS vem do inglês Acquired immunodefiecience syndrome, que em português significa “Síndrome da Imunodeficiência Adquirida”. O vírus da AIDS (HIV) destrói as células brancas do organismo, responsáveis em proteger e combater doenças no corpo humano. Ele é mais comumente transmitido durante a relação sexual sem uso de preservativo e pela troca de fluidos corporais.

O contágio também pode acontecer durante a gravidez, no parto, em transfusões sanguíneas, transplantes de órgãos, pela amamentação e por compartilhamento de agulhas contaminadas. Com a destruição das defesas do organismo, o corpo fica bastante fragilizado e propício a ser atacado por inúmeras doenças, como pneumonias, infecções, herpes e até mesmo alguns tipos de câncer.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou nesta segunda-feira (29) um novo tratamento para o HIV que reúne duas substâncias em único comprimido. O novo medicamento é uma combinação das substâncias lamivudina e dolutegravir sódico. Ele poderá ser prescrito para o tratamento completo da infecção pelo vírus em adultos e adolescentes acima de 12 anos com pelo menos 40 kg.

O Brasil distribui gratuitamente todos os antirretrovirais desde de 1996 e, desde 2013, o Sistema Único de Saúde (SUS) garante o tratamento para todas as pessoas vivendo com HIV, independentemente da carga viral. Segundo o Ministério da Saúde, até o momento, existem 19 medicamentos disponíveis em 34 apresentações farmacêuticas.

AÇÃO PARQUE BOM MENINO:
A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), inicia, nesta quarta-feira (1º), as atividades alusivas ao Dezembro Vermelho, campanha que tem como foco a luta contra a AIDS. A abertura acontecerá no Parque do Bom Menino (Centro), às 9h e as ações seguem até o dia 17 deste mês.

Na programação, que contará com representantes das superintendências de Vigilância em Saúde, de Ações em Saúde, de Educação em Saúde e de Assistência à Rede de Saúde de São Luís, será reforçado o tema da campanha de conscientização contra a doença: “40 Anos de AIDS: Uma resposta de todos nós”.

Na atividade deste dia 1º, será formado um Laço Vermelho Humano, símbolo mundial de luta contra a AIDS e haverá, também, a distribuição de preservativos masculinos e femininos. No mesmo dia, das 19h às 21h, na Universidade Ceuma, no Renascença, será realizada a oficina “Prevenção Combinada”, com oferta de testes rápidos HIV, Sífilis e Hepatite B e C. Serão realizadas blitz dos Centros de Testagem e Aconselhamento (CTAs).

” A campanha tem como função propor uma momento de reflexão a sociedade, pois houve avanços muito grandes pela ciência nos últimos 40 anos, e o cuidado e a orientação ainda se faz muito presente nos postos de saúde para quebrar cada vez mais as barreiras sociais, implantada pela vergonha de se fazer um teste rápido, para ter um diagnostico e um tratamento adequado.” Wendel Alencar, Coordenador de IST/AIDS (SEMUS)

Até o dia 17 deste mês, serão promovidas ações alusivas a data. A campanha tem como recorte as diretrizes do Ministério da Saúde (MS) pautando estratégias de prevenção combinada e tem como público-alvo jovens e adultos entre 15 e 50 anos. A rede SUS enfatiza as estratégias de prevenção, diagnóstico e assistência das Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs), do HIV e da AIDS desde o dia 26 de novembro deste ano, com ações específicas em locais públicos.

– Publicidade –

Outros destaques