G10 Editora

‘Estica e puxa’: depois de Dino, Weverton se encontra novamente com Lula

Foto: Reprodução/Twitter @wevertonrocha
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Em busca do apoio de Luís Inácio Lula da Silva (PT) à sua pré-candidatura ao Governo do Maranhão, o senador Weverton Rocha (PDT) publicou, nesta quarta-feira (26), fotos de mais um encontro com o ex-presidente.

“Estive mais uma vez hoje com Lula conversando sobre os rumos do Brasil e do Maranhão. Acreditamos na igualdade de oportunidades e em uma sociedade mais justa, precisamos estar unidos, mais que nunca, para ajudar a reconstruir a economia e garantir comida na mesa de todos”, diz o senador na postagem em seu Twitter.

Apenas um dia antes da reunião com Weverton, na terça (25), Lula reuniu-se com o governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB). “Conversa boa esta tarde com o governador do Maranhão, Flávio Dino, e a presidenta do Partido dos Trabalhadores, Gleisi Hoffmann, sobre os desafios do Brasil”, postou o petista em suas redes sociais.

Foto: Reprodução/Twitter @LulaOficial

Dino teria ido ao encontro com o mesmo intuito de Weverton: tentar convencer Lula a apoiar o seu próprio pré-candidato, o vice-governador Carlos Brandão (PSDB). Após o encontro com o ex-presidente, começou a ventilar a hipótese da ex-presidenta Dilma Rousseff (PT) ser suplente na chapa de Flávio Dino em sua disputa para o Senado nestas eleições. Esta possibilidade, contudo, ainda não foi confirmada pelo partido.

Enquanto os pré-candidatos lutam pelo apoio de Lula no Maranhão por conta de sua alta popularidade no estado, o pré-candidato pedetista à presidência, Ciro Gomes, segue sem receber tantos holofotes por parte de Weverton. No dia 15 desse mês, o senador postou um vídeo tecendo elogios ao ex-presidente petista e reiterando a amizade entre os dois. Nacionalmente, Ciro se põe como terceira via, com o slogan “nem Lula, nem Bolsonaro”.

O vídeo não foi bem recebido pelos companheiros pedetistas. “Como companheira de partido, gostaria de registrar que esse apoio público a um adversário político da nossa candidatura majoritária é de uma falta de lealdade espantosa”, respondeu um usuário. “Pois vá pro PT que não vai fazer falta nenhuma mesmo (risada) até esse vídeo de traidor ficou bem cafona”, comentou outro internauta.

Até agora, Lula não se pronunciou sobre quem apoiará na disputa ao Governo do Maranhão. Contudo, deixou claro que um dos entraves – além da proximidade com Weverton – de apoiar Brandão é o fato de pertencer ao PSDB, historicamente rival ao PT. Em entrevista recente, o petista se bastou a dizer: “Ele [Flávio Dino] sabe que é difícil a gente apoiar o PSDB. Nós temos a candidatura do Weverton. Então eles vão ter que se acertar lá pra facilitar nossa vida”.

– Publicidade –

Outros destaques