terça-feira, 4 de outubro de 2022

Exposição “Ponto de Luz” marca a reabertura da Casa de Arte Barrica

Depois de dois anos de portas fechadas, a Casa de Arte Barrica, localizada no bairro da Madre Deus, reabrirá nesta sexta-feira (13), às 18h, com um presente especial para a temporada junina 2022 em São Luís. 

Para marcar o retorno de suas atividades artístico-culturais, após o longo período de pandemia, o espaço apresentará a exposição “Ponto de Luz”, retratando a trajetória da Companhia Barrica de Teatro de Rua desde 1985, com a criação do Boizinho Barrica, passando pela década de 1990, época da concepção do Bicho Terra, até os anos 2000, com o surgimento da Natalina da Paixão.

Com patrocínio do Instituto Cultural Vale pela Lei Federal de Incentivo à Cultura, realização da Secretaria Especial da Cultura / Ministério do Turismo / Governo Federal, a exposição reúne mais de 70 elementos, incluindo indumentárias, instrumentos de percussão tradicionais, CDs, DVDs, painéis fotográficos, banners com reportagens sobre espetáculos em diversos países e lembranças (souvenirs) recebidas em viagens nacionais e internacionais.

VIAGEM NO TEMPO
Os visitantes farão uma viagem pela memória de uma das mais emblemáticas companhias artísticas do país a partir de seus três principais ciclos criativos, podendo conferir, ainda, por meio de um monitor de vídeo, algumas apresentações realizadas em teatros, ruas e praças do Brasil e exterior.

A abertura da exposição será marcada, também, pela apresentação, às 19h, na Arena da Casa Barrica, do espetáculo “Maranhão de Festejos”, reunindo o elenco oficial formado por bailarinos, músicos e cantores. O musical contemplará todas as linguagens retratadas na exposição.

CELEBRAÇÃO À VIDA
Segundo o fundador e diretor da Companhia Barrica de Teatro de Rua, José Pereira Godão, a reabertura da Casa de Arte Barrica com a exposição “Ponto de Luz” é uma celebração à vida e à cultura, depois de uma fase de dificuldades inaugurada pela pandemia do novo coronavírus, em que os artistas precisaram conviver com o silêncio, calar seus instrumentos e recolher suas indumentárias.

“A exposição conta uma história de muito trabalho para manter viva a tradição dos folguedos maranhenses e levar a nossa arte para os quatro cantos do globo. Ela marca a volta das nossas atividades e a reabertura do nosso terreiro às vésperas do São João, que é a nossa maior inspiração e por onde tudo começou, com o Boizinho Barrica. Depois, homenageamos o Carnaval, com o Bicho Terra, e, por fim, os festejos do Natal, com a Natalina da Paixão”, resumiu Godão.

José Pereira informou que a exposição integra as ações de comemoração do “35 Anos-Luz de Estradas, Estrelas e Encantarias”, que brindará o público com a “Sexta de Festejos” e a exibição do espetáculo “Maranhão de Festejos” na Casa Barrica, direcionado ao público em geral, estudiosos da cultura maranhense, pesquisadores e trade turístico. Haverá, ainda, as oficinas recreativas voltadas para o segmento escolar.

ITINERANTE
A Companhia Barrica de Teatro de Rua também percorrerá outras cidades do Maranhão, começando por Itapecuru-Mirim e Pindaré-Mirim, levando as apresentações da companhia e a exposição itinerante. “Por fim, estamos colhendo imagens de todo esse processo de retomada do nosso trabalho para a montagem de um documentário, que ficará para as futuras gerações e como material de pesquisa para a continuidade do nosso legado”, acrescentou Godão, fazendo um convite ao público e à imprensa para que participem desse momento importante para a companhia.

Veja um show da Cia Barrica aqui.

Com informações da Ascom.
– Publicidade –

Outros destaques