domingo, 23 de junho de 2024

Gás Natural Veicular será comercializado no Maranhão em 2023, diz presidente da Gasmar

O Maranhão começará a comercializar o Gás Natural Veicular a partir do ano que vem.

A informação foi confirmada pelo presidente da Companhia Maranhense de Gás (Gasmar), Allan Kardec Duailibe Barros, durante entrevista concedida ao quadro Hora da Política, da TV Guará, que vai ao ar segunda-feira, quarta-feira e sexta-feira, sempre às 18h, no canal 23.1, na TV Aberta; e nos canais Maxx 21; SKY HD 323; Claro 23; e Claro HD 523.

A comercialização será possível graças a um contrato que será firmado entre a Eneva, que opera na produção do gás natural no Estado, e a própria Companhia, responsável pela distribuição e comercialização.

Kardec explicou que o GNV foi uma das principais determinações passadas a ele pelo governador Carlos Brandão (PSB) e que será necessário estabelecer um projeto piloto, utilizando postos de gasolina, para iniciar, em um primeiro momento, a venda do produto; além de preparar oficinas, por exemplo, para trabalhar o processo de conversão do veículo.

Allan Kardec é um dos autores de estudo sobre a chamada Margem Equatorial brasileira, considerada o “novo pré-sal”do Brasil.

De acordo com ele, trata-se de uma grande aposta do país que gerará recursos e desenvolvimento.

Só para se ter uma ideia, somente o potencial petrolífero da Bacia do Pará-Maranhão é da ordem de 20 a 30 milhões de barris, cerca de metade dos recursos descobertos até hoje no pré-sal, com impacto direto na economia do Estado.

Existe, inclusive, a possibilidade de exploração, em um único campo, de 400 milhões de barris, o que geraria uma arrecadação bilionária para os municípios e o próprio Estado; fomentando milhares de empregos; mais renda; e desenvolvimento.

O presidente da Gasmar reafirmou o cenário no qual a indústria do petróleo se estabelece como uma das mais limpas do mundo.

Abaixo, confirma a entrevista na íntegra:

– Publicidade –

Outras publicações