sexta-feira, 28 de janeiro de 2022

Auxílio Combustível Governo do Maranhão

Lixo é queimado em 27,5% das propriedades do Maranhão

Foto: reprodução
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Segundo levantamento feito Pesquisa Nacional por Amostragem Contínua (PENAD) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2018 mais de um quarto dos domicílios queimavam lixo na propriedade no Maranhão. Em números percentuais, em 27,5% das propriedades do estado, não havia coleta regular de lixo.

A pesquisa revela inda que o nordeste é a região que tinha o maior contingente de moradores nessas condições, com 10,5 milhões, seguido região Norte, com 3,8 milhões. Dos estados do nordeste, o Maranhão está no topo dos registros, seguido pelo Piauí, onde foram encontrados 26,5% dos domicílios realizando a queima do lixo dentro da propriedade.

Em todo o Brasil, 20,1 milhões de pessoas não têm acesso à coleta de lixo. Em 2018, 83,0% dos domicílios tinham acesso a coleta direta de lixo e 8,1% faziam coleta via caçamba de serviço de limpeza, enquanto 8,9% queimavam ou lixo na propriedade ou lhe davam outro destino, como depositar em valões, por exemplo. Isso representa um contingente de 20,1 milhões de pessoas sem acesso a algum tipo de coleta de lixo.

– Publicidade –

Outros destaques