terça-feira, 31 de janeiro de 2023

Medina e John John brigam pelo título mundial no Havaí

Gabriel Medina e John John Florence são os únicos remanescentes na disputa pelo título mundial no Pipeline Masters, no Havaí, a derradeira de 11 etapas da temporada de 2017. Para manter vivo o sonho do bicampeonato, o brasileiro precisa chegar, pelo menos, na final. Os round 2 e 3 foram marcados por polêmicas no julgamento. Enquanto alguns não concordaram com as notas do brasileiro, outros consideraram que o havaiano não merecia ter vencido o australiano Ethan Ewing na terceira fase.

A subjetividade no critério de análise abriu margem para manifestações nas redes sociais. O assunto é um tabu na entidade que regula o surfe. Atletas, juízes e outros funcionários da WSL são proibidos de comentar sobre julgamento. Apenas o comissário da liga, Renato Hickel, tem autorização para falar. Segundo ele, as polêmicas não são uma exclusividade de Pipeline, e as condições eram difíceis para o julgamento, devido às mudanças nas condições do mar.

O campeão mundial de 2017 pode ser coroado nesta segunda-feira. A WSL faz uma chamada às 15h30 (de Brasília) para avaliar a possibilidade do encerramento da etapa havaiana. Ainda há uma chance de término nesta terça-feira. Kelly Slater deu fim às esperanças de Jordy Smith ao eliminar o sul-africano no round 3. O australiano Julian Wilson também ficou fora da corrida pelo título, mas segue em busca do segundo troféu no Pipe Masters. O SporTV.com transmite ao vivo.

– Publicidade –

Outros destaques