quinta-feira, 23 de setembro de 2021

NA ERA DA EXPERIÊNCIA DO CLIENTE, UMA MARCA PODE ERRAR?

Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

A resposta para o título deste artigo é, sim, marcas podem errar.


Uma marca pode errar e irá errar, mas, como sempre falo em meus livros, aulas e consultorias, errar não é o problema, o problema está no comportamento e postura da marca frente ao erro.


Estes dias, um colega profissional de marketing de um negócio do segmento de saúde, na cidade de São Luis, me disse que a empresa estabeleceu um script onde era proibido pedir desculpas para o cliente, pois, na visão do negócio, demonstrava fragilidade.


Vamos lá! Se no marketing 5.0 fala-se tanto em humanização da marca e criação de uma cultura centrada no cliente, reconhecer uma falha é uma atitude nobre, humana e empática.


5 PONTOS QUE CONSIDERO RELEVANTES FRENTE AO ERRO DE UMA OPERAÇÃO:

  1. Erros vão acontecer;
  2. Reconhecer o erro e corrigir rápido é essencial;
  3. Dar um feedback sincero ao cliente faz parte de uma política centrada no cliente;
  4. Ter um procedimento operacional padrão composto por fluxo e scripts demonstra o profissionalismo e seriedade do negócio;
  5. Ter um processo de correção do erro e melhoria contínua.

De acordo com um estudo da Nottingham School of Economics publicado em 2019, os consumidores insatisfeitos com as marcas estão mais dispostos a perdoar uma empresa que oferece um pedido de desculpas do que aquela que propõe compensações. Na pesquisa, 45% dos clientes estudados retiraram a avaliação negativa sobre uma empresa a partir de uma retratação. Na mesma pesquisa, apenas 23% retiraram a avaliação negativa em troca de compensação.


O que isso nos mostra? Que o cliente está disposto a perdoar se a sua empresa demonstrar um comportamento adequado, coerente e que repare o fato.


Da mesma forma, é importante alertar que o erro deve servir de lição aprendida para os gestores, que devem se empenhar para corrigir e garantir que o mesmo erro não aconteça, afinal de contas, errar sempre o mesmo erro não faz muito sentido.


E aí eu te pergunto: a sua empresa possui um plano de tratativa de reclamação e correção de falhas?
Pense nisso e entregue boas experiências para o seu cliente.

Fernando Coelho
Autor do livro Customer Experience Descomplicado e mais 4 livros. Doutorando em Gamificação.  Mestre em Tecnologias Educacionais. MBA em Marketing, Especialista em Administração Estratégica e Especialista em Gestão e Docência do Ensino Superior. Coordenador de Relacionamento com o Cliente na Light Energia no Rio de Janeiro e Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Gestão de Marketing, Inovação e Experiência do Cliente da UNDB.

– Publicidade –

Outras publicações