sexta-feira, 28 de janeiro de 2022

Auxílio Combustível Governo do Maranhão

“Governo Bolsonaro precisa deixar de se comportar como uma seita”

Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Em entrevista ao site UOL, o governador Flávio Dino (PCdoB), disse que o governo de Jair Bolsonaro (PSL) precisa “deixar de comportar como uma seita” e de estimular conflitos com os demais Poderes e imprensa.

Dino se refere às críticas que membros do governo e do PSL têm feito ao Congresso Nacional e ao STF (Supremo Tribunal Federal) para incensar as manifestações pró-Bolsonaro marcadas para o domingo em várias cidades.

As redes sociais bolsonaristas têm compartilhado material que fala em fechamento do STF e culpa o Parlamento pela falta de encaminhamento das pautas do governo, como a reforma da Previdência e o pacote anticrime proposto pelo ministro Sergio Moro.

Segundo o governador, que já foi juiz federal, não há motivação legal que possa resultar em um processo de impeachment do presidente. “Acho que, neste momento, ainda não há nenhuma causa constitucional evidente que levasse a isso. O que visualizo é que há uma tendência perigosa de estimular conflitos entre Poderes da República. Se continuar nessa linha, corre sério perigo de configurar, adiante, violação de deveres constitucionais e crime de responsabilidade”, disse.

Na mesma entrevista, Dino afirmou que houve uma “convocação desastrada” do presidente para participação nas manifestações. “Essa manifestação tem tudo para dar errado, mesmo se der certo. De duas uma: ou serão pequenas –aí politicamente é muito ruim–, ou haverá manifestações importantes, mas com uma pauta contra o Congresso, contra o STF. Portanto, é uma pauta que pode ser entendida como violadora de deveres constitucionais, já que foi o próprio presidente quem convocou.”

Bolsonaro chegou a dizer que cogitava ir a um dos atos do domingo. Na terça-feira (21), voltou atrás e pediu que seus ministros também evitem as ruas.

– Publicidade –

Outros destaques