Pais e alunos protestam contra condições de escola no Coroado


Foto: Thadeu Pablo

Pais e alunos da escola Unidade de Ensino Básico Camélia Costa Viveiros, no bairro do Coroado, realizaram protesto durante esta quinta-feira (16). Eles reivindicavam uma ampla reforma na escola que está com graves problemas estruturais.

A manifestação começou na porta da escola e foi parar na Avenida dos Africanos.
De três em três minutos, o grupo fechava um lado da via. Izaak de Jesus é estudante da escola e contou que parte do teto já chegou a cair em cima de um aluno. “A escola está destruída. Não tem ventilador, os tetos estão desabando, tem goteiras. E com essa goteira já caiu o teto em um aluno”, afirmou Izaak.

Os pais estão preocupados com o cumprimento do calendário letivo, já que as crianças estão sem estudar. “Todo ano a gente passa pelos mesmos problemas. Eles vêm, fazem um paliativo. O teto está desabando, a fiação comprometida. Todos os banheiros sem portas, com torneiras quebradas. Ou seja, tudo que vocês puderem imaginar, todos os problemas, a escola Camélia Costa Viveiros está passando”, declarou Jainara Costa, mãe de aluno.

O presidente da associação diz que documentos já foram protocolados na Secretaria de Educação e no Ministério Público e que não vão aceitar que as aulas iniciem do jeito qu está. “A prefeitura, o que ela tem feito? Ela vem em um ano, para dois meses a aula aí faz um quebra galho e depois vai embora. Aí no ano seguinte, vem e faz as mesmas coisas. Então, nós não vamos aceitar que as aulas se iniciem do jeito que está porque toda a estrutura precisa de reparos”, afirmou o presidente da associação dos moradores do Coroado, Roberth Garcês.

*