domingo, 25 de setembro de 2022

Paixão não correspondida! Adolescente tinha plano para explodir escola e matar alunos

Explosivos caseiros, cartas, um crucifixo transformado como punhal. Isso tudo foi encontrado com um adolescente de Coroatá, que estava planejando um atentado contra alunos e professores da escola onde estuda. Felizmente, o vigia da unidade escolar percebeu a atitude suspeita do aluno e conseguiu impedir que ele concluísse o plano mortal.

O caso foi registrado nesta quinta-feira, dia 31 de março, quando o rapaz foi ao banheiro da escola e o vigia o seguiu, sendo que encontrou os artefatos explosivos.

De acordo com informações policiais, o garoto já vinha sendo monitorado pelo corpo diretor da unidade de ensino por apresentar comportamento suspeito.

O vigia revelou que quando entrou no banheiro, o adolescente estava com uma arma branca na mão, que seria um crucifixo com uma lâmina, de fabricação caseira. O vigilante ainda observou que o rapaz estava com algumas sacolas e quando abriu encontrou os explosivos caseiros, momento que o estudante foi imobilizado e a polícia acionada.

O garoto estava com:

  • explosivos caseiros
  • um punhal
  • garrafas
  • solvente para preparo de Coquetel Molotov

Depoimento

O adolescente relatou em depoimento que não tinha a intenção de concretizar as ameaças e que apenas queria simular os atentados ocorridos em Columbine nos EUA e em Suzano-SP, relatou que escuta vozes de um dos jovens que fizeram atentado e que tem problemas psiquiátricos, pensamentos suícidas e fazia uso de medicamentos controlados, mas estava a mais de um mês sem tomá-los.

Ele falou ainda que dentro dos canos de pvc continha apenas areia. O material será encaminhado para o Instituto de Crminalística (Icrim) para ser periciado.

Será ainda representado pela internação provisória do adolescente, bem como pelo exame de sanidade mental e o mesmo ficará na delegacia aguardando decisão da justiça.

Carta de amor e espedida

O rapaz ainda estava com uma carta de despedida onde agradecia a uma professora, e ainda declarou uma paixão não correspondida por ela. O rapaz escreveu: “Olá professora. É realmente hoje vai ser um dia muito triste e trágico. Eu te peço desculpa por isso. Você foi a única professora que eu gostei muito. Mesmo porque você parece com minha ex-namorada. Você parece muito com ela. Eu fico feliz quando você aparece. Quando você não aparece eu fico triste e deprimido, na solidão. Fica com Deus. Tchau professora”.

– Publicidade –

Outros destaques