Paradas de ônibus não possuem proteção contra chuva

Desde que as reformas nas Praças Deodoro e Pantheon foram iniciadas, as paradas de ônibus foram deslocadas para outras partes do centro da cidade. Algumas, em caráter provisório. No entanto, as obras foram concluídas e os pontos de ônibus continuam como estão. O amontoado de pessoas à espera de um coletivo divide espaço com barracas, que ainda tem seu futuro incerto – certo mesmo só que não voltam para as praças.

Em outros pontos próximos, situação bem parecida. Na Avenida Alexandre Moura, no Parque do Bom Menino, quem espera por um ônibus no sentido Centro-bairro, tem que ficar debaixo do sol quente ou da chuva. Não há proteção.

Veja a situação na reportagem de João Carvalho, com imagens de Thadeu Pablo.