Policiais recebem premiação por apreensão de armas


Policiais maranhenses, entre civis e militares, foram premiados pelo montante de 1.427 armas apreendidas em 2018. O reconhecimento faz parte do programa Pacto pela Paz.

A premiação foi entregue pelo governador, em solenidade no Salão de Atos do Palácio dos Leões, na manhã desta segunda-feira (11), e contou com a presenças de policiais, familiares e secretários de Estado. O objetivo é estimular e valorizar a polícia do Maranhão, e contribuir para a redução de armas ilegais nas ruas.

A ação que se repete desde o início de 2015, segundo o governador Flávio Dino é um estimulo para os policiais e reflete o êxito das ações de segurança e no esforço do trabalho das policiais.

“Defendemos armas nas mãos certas e em uma polícia treinada, preparada e devidamente equipada para a ação. Parabenizo e saúdo os vencedores da premiação, as nossas forças policiais e aos seus comandos por este exímio resultado”, completou o governador.

As apreensões influem decisivamente na redução da criminalidade, reforçou o governador. Citando o Estatuto do Desarmamento, Dino enfatizou que o dispositivo contribuiu para um índice três vezes menor no ritmo de crescimento dos homicídios. O governador frisou, ainda, que o uso indiscriminado de arma de fogo não reduz a problemática em debate.

Foram premiados seis policiais que alcançaram maior número de apreensões de armas no período, sendo três da Civil e três da Militar. As armas apreendidas são fruto de operações das polícias, abordagens a suspeitos e denúncias anônimas. Cada um recebeu valor de R$ 20 mil pela apreensão.

Um dos premiados, o delegado titular de Penalva, Leonardo Carvalho, enfatizou a importância da premiação. “Esse programa reflete imediatamente em uma menor quantidade dos crimes de homicídios e crimes contra o patrimônio”, afirmou.

“Esse resultado é de grande valia para a sociedade. Para nós, fica a execução de mais um bom trabalho pela maior segurança do cidadão”, acrescentou. O delegado apreendeu 47 armas, resultado de operações que estavam em andamento.

Lotado no 16° Batalhão de Chapadinha, o sargento da Polícia Militar Emanuel Pacheco Neto é reconhecido por meio do programa pela terceira vez. Nesta última premiação, foi responsável pela retirada de 88 armas de fogo de circulação.

Os demais policiais reconhecidos foram os investigadores de Polícia Civil, Merval Azevedo Filho, por 47 armas apreendidas e Cleuson da Costa Silva, por 39 armas; e da Polícia Militar, sargento Joelson Lima da Rocha, tricampeão com 90 armas e soldado Cleuson Lima, bicampeão com 85 armas ilegais tiradas das ruas.

O prêmio aos policiais civis e militares do Maranhão pela apreensão de armas de fogo é iniciativa do Governo do Estado, por Medida Provisória nº 219, de 28 de março de 2016.