quinta-feira, 27 de janeiro de 2022

Auxílio Combustível Governo do Maranhão

Policial acusado de matar médico em boate de Imperatriz é expulso da PM

Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Acusado de matar a tiros um médico em uma boate de Imperatriz, o soldado da PM, Adonias Sadda Souza, foi expulso da coorporação. Ocorrido no dia 26 de julho, o crime foi gravado por câmeras de segurança do local e gerou comoção no estado. A vítima, Bruno Calaça, de 24 anos, faleceu.

Além deste crime, o soldado ainda responde um processo por ter atropelado e matado Hiego Santos, uma criança de 4 anos, na mesma cidade. O caso ocorreu em 2015.

Adonias fazia parte do 3º Batalhão da Polícia Militar de Imperatriz. Com a expulsão, decidida pelo Conselho de Disciplina da Polícia Militar do Maranhão no último dia 23, o ex-PM se encontra preso no Comando Geral da Polícia Militar, em São Luís.

– Publicidade –

Outros destaques