sexta-feira, 18 setembro, 2020
Início Carreiras Maranhão ganha 2.807 vagas com carteira assinada em junho

Maranhão ganha 2.807 vagas com carteira assinada em junho

Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta-sexta (20), mostram que foram abertas 2.807 novas vagas de emprego formal em junho no Maranhão. Com isso, houve um crescimento em relação a maio quando foram criadas 2.075 vagas.

Contabilizando apenas os municípios com mais de 30.000 habitantes, o crescimento foi de 1.205 novas vagas de emprego formal em junho no Maranhão. No mês passado, foram registradas 10.923 admissões e 9.718 desligamentos

A tendência de crescimento na casa do 0,29% foi um pouco menor que o mês de maio quando houve um crescimento no número de vagas em torno de 0,34% (1.414 admissões a mais que demissões).

Considerando todo o ano de 2018, o Maranhão já ganhou 2.868 novas vagas de emprego, um crescimento de 0,69% em relação a 2017.

Este crescimento foi impulsionado majoritariamente pelo setor da indústria de transformação que criou 2.260 novas vagas de emprego, seguido do setor agropecuário que somou 660 novas vagas, enquanto o comércio foi a grande decepção com um defícit de 297 vagas.

Municípios

São Luís teve um crescimento menor em relação ao resto do Estado em junho com apenas 81 novas vagas de emprego (0,03), um aumento pequeno em relação ao crescimento total de 1,21% no decorrer do ano.

Imperatriz teve um rendimento parecido com a capital em junho, gerando 80 novos empregos (0,18%). Mas contabilizando todo o ano, o município está com um déficit de 219 empregos em 2018 (-0,48%).

Brasil

No entanto, nas métricas nacionais foram fechadas 661 vagas de emprego formal em junho no país. No mês passado, foram registradas 1.167.531 admissões e 1.168.192 desligamentos.

No acumulado do ano, houve crescimento de 392.461 empregos, representando variação de +1,04%. Nos últimos 12 meses, foi registrado acréscimo de 280.093 postos de trabalho, correspondente à variação de +0,74% em relação a igual período anterior. Em junho do ano passado, foram criados 9.821 novos empregos.

Esta é a primeira queda na criação de empregos com carteira assinada este ano. Em maio, foram gerados 33.659 empregos formais e, em abril, foi registrada a criação de 115.898 vagas. Os dados de junho mostram a dificuldade da recuperação econômica no país.

Setores

Segundo o Caged, houve crescimento do emprego em junho em três dos oito setores da economia. Os dados registram expansão no nível de emprego nos setores de agropecuária, com mais 40.917 postos; serviços industriais de utilidade pública, com mais 1.151 postos, e serviços, com mais 589 postos.

Verificou-se queda no nível de emprego nos setores da indústria de transformação, com menos 20.470 postos; comércio, com menos 20.971 postos; administração pública, com menos 855 postos; construção civil, com menos 934 postos, e extrativa mineral, com menos 88 postos.

- Publicidade -
Categorias relacionadas:
- Publicidade -

Mais recentes

Concessionária pode multar se ficar comprovada alteração no medidor de energia

Uma empresa concessionária de energia elétrica pode multar o consumidor se comprovada alguma adulteração no medidor de energia. Foi assim que entendeu o Judiciário...
- Publicidade -