quinta-feira, 24 de junho de 2021

Fique Ligado no São João na Guará
Nova fase da vacinação contra o sarampo começa nesta segunda-feira

Nova fase da vacinação contra o sarampo começa nesta segunda-feira

Foto: Agência São Luís
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

A segunda fase da Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo começa nesta segunda-feira (18) em todo o país. Em São Luís, as ações incluirão unidades móveis para vacinação em faculdades e oferta dos postos fixos de saúde e tem como alvo pessoas na faixa etária de 20 a 29 anos de idade.

De acordo com o último boletim epidemiológico sobre sarampo do Ministério da Saúde, esta faixa etária é a que mais acumula número de casos da doença. Nos últimos 90 dias de surto ativo, foram confirmados 1.729 casos em pessoas de 20 a 29 anos.

Para atingir essa faixa etária, o ministério adotou algumas estratégias. Uma delas é a realização da segunda fase da campanha de vacinação em locais de grande circulação dessas pessoas. A ação será realizada em conjunto pelas três níveis de governo: federal, estadual e municipal, e se estende até o dia 30 de novembro.

No último sábado do mês (30), de acordo com a coordenação do setor de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde, será promovido o Dia D, com abertura de unidades volantes em shoppings e em outros pontos da cidade, além do funcionamento integral das unidades de saúde.

O objetivo da Prefeitura de São Luís é novamente superar a meta estabelecida pelo Governo Federal. Na fase inicial dos trabalhos, que envolveu crianças entre seis meses e menores de cinco anos, foram imunizadas quase 12 mil pessoas. A abrangência maior, de acordo com o boletim do Ministério, foi o público de um a dois anos. Nesta faixa etária, 8.480 crianças foram protegidas.

Para o secretário municipal de Saúde Lula Fylho, esta segunda etapa é fundamental, já que consolidará as ações de proteção contra a doença na cidade. “A população pode e deve ficar tranquila. Nossa gestão, através de ações importantes no setor de imunização, conseguiu controlar a doença e, com ações de conscientização, o próximo público irá, sem dúvida, atender ao chamado e comparecer aos postos e outras unidades que serão montadas”, disse.

O sarampo é uma doença grave e pode levar a pessoa a desenvolver complicações, como cegueira, encefalite, diarreia grave, infecções no ouvido, pneumonias e óbitos.

– Publicidade –

Outros destaques