segunda-feira, 3 de outubro de 2022

Sem acordo, greve dos professores continua em São Luís

Professores e professoras não chegagaram a um acordo e a greve na educação ca capital maranhense continua. A paralisação já dura 16 dias.

Uma nova rodada de negociações foi aberta com o objetivo claro de acabar com a greve. Mas não foi isso que aconteceu.

Na manhã desta terça-feira (3), as partes apresentaram suas propostas em audiência no Ministério Público Estadual (MPE). O Sindicato apresentou um novo pedido de reajuste de 17,62%, com base em resultados de uma análise e estudo do orçamento do município, que uma empresa de assessorias contratada pelo sindicato divulgou, como afirma a secretária de comunicação do Sindeducação, Ana Paula Martins.

o percentual proposto pelo sindicato já era maior que o apresentado pelo ministério público, que foi de 14,57%, elaborado a partir de um estudo desenvolvido por economistas do órgão.

A prefeitura não mudou os números, e continuou com a mesma proposta de 10,06%, posição que travou a pauta de discussão.

Por isso, o Ministério Público decidiu tomar uma decisão que garanta o mínimo das propostas apresentadas. Sem uma definição clara, a greve dos professores e professoras da Rede Municipal de São Luís continua.

– Publicidade –

Outros destaques