quinta-feira, 24 de junho de 2021

Fique Ligado no São João na Guará
“Vamos trazer o povo para governar”, disse Odívio Neto

“Vamos trazer o povo para governar”, disse Odívio Neto

odivio neto
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

O candidato ao Governo do Estado, Odívio Neto (PSOL) foi o  terceiro a participar da Sabatina Guará na noite desta quinta-feira (30). Odívio Neto é engenheiro civil, professor universitário e analista ambiental da Secretaria Estadual de Meio Ambiente (SEMA).

Odívio Neto disse que se eleito, pretende priorizar as pessoas. “A nossa candidatura ela vem no sentido de que a gente precisa transformar a realidade do nosso povo. Precisamos de um novo modelo de governo que atenda as necessidades do nosso povo”, declarou.

O povo no poder

Odívio destacou que a população vai decidir por meio de conselhos populas e conferências populares a destinação dos recursos do governo. “Precisamos trazer o povo para administrar com a gente. Eles precisam dizer em que nós devemos investir os recursos públicos”.

O candidato chamou essa ação de poder popular. De acordo com ele, só através disso, as pessoas vão ter uma nova consciência. “Devemos consultar toda a sociedade, inclusive os jovens e até as crianças”, disse o candidato.

Financiamento público de campanha

Odívio Neto defendeu o financiamento público como forma de combater a corrupção. Questionado se achava justo o financiamento por parte dos trabalhadores, o candidato disse que é uma alternativa para evitar práticas abusivas por parte das empresas. “É mais justo que as pessoas paguem, do que  as empresas contribuam e cobrem lá na frente dos políticos”, destacou o candidato.

“Não vamos investir no agronegócio”

O candidato defendeu o investimento prioritário na agricultura familiar. “O Governo Federal como sempre vai apoiar o agronegócio, mas nós vamos investir na agricultura familiar, vamos buscar o equilíbrio e proteger o meio ambiente”, enfatizou.

Mais concursos, menos comissionados

O candidato destacou que o governo do Maranhão é cheio de funcionários comissionados, e que isso prejudica as finanças do governo. “Uma forma de combater essa quantidade excessiva de cargos comissionados é realizar concursos públicos em todos os setores do governo”, destacou o candidato.

Desmilitarização

Odívio enfatizou que precisa existir uma desmilitarização, e a nível nacional.”Nós já passamos da ditadura, precisamos  tirar a polícia militar do comando do exército, e e trazer para o civil. É necessário constituir uma polícia única e civil”, declarou.

A polícia militar é treinada para a guerra, muito da violência por parte deles, é retrato disso. ” Precisamos de um treinamento humanista, de uma polícia comunitária”, destacou.

Legalização das drogas

Odívio acredita que através da legalização das drogas, a criminalidade vai diminuir. “Nós defendemos inicialmente a legalização da maconha, e a partir de então, podemos analisar a legalização de outras drogas. O Estado precisa tirar esse poder das mãos das facções”, enfatizou.

Descriminalização do aborto

O candidato falou sobre outro assunto polêmico, a questão da legalização do aborto que tem sido muita discutida e que divide opiniões na sociedade. Para o candidato a mulher não deve ser presa por isso. “Nós do PSOl defendemos a legalização do aborto, muitas mulheres em nosso partido, lutam por isso”, declarou o candidato.

O candidato agradeceu o espaço da TV Guará e pediu o apoio da sociedade para os candidatos do PSOL.

 

 

– Publicidade –

Outros destaques