terça-feira, 4 de outubro de 2022

WhatsApp, Facebook e Instagram estão fora do ar globalmente; entenda o que aconteceu

Foto: Dado Ruvic / Reuters

Não é só com você. Os aplicativos do WhatsApp, Facebook e Instagram estão fora do ar em diferentes partes do mundo. Os três apps, que pertencem ao conglomerado do Facebook, começaram a dar sinais de instabilidade na tarde desta segunda-feira (4), por volta do meio-dia (de Brasília), e ainda não voltaram ao normal.

Ninguém consegue enviar mensagens no WhatsApp ou carregar novos posts no Instagram e Facebook.

Por meio de sua conta oficial no Twitter, o Facebook confirmou que a queda é global.

“Estamos cientes de que algumas pessoas estão tendo problemas para acessar nossos aplicativos e produtos. Estamos trabalhando para voltar ao normal o mais rápido possível e pedimos desculpas por qualquer inconveniente”, disse a empresa.

O blecaute atinge tanto os aplicativos para Android e iOS quanto os sites acessíveis pelo navegador no celular e no PC. Quem tenta acessar o WhatsApp Web ou o Facebook e o Instagram pelo navegador encontra uma tela de página fora do ar.

Há sinais de que a falha geral está afetando também outros aplicativos que dependem do login do Facebook, como o jogo “Pokémon Go” — a desenvolvedora, Niantic, diz que está investigando o caso.

Até a plataforma de realidade virtual Oculus, que pertence ao Facebook, está com problemas. Quem usa um dos visores da marca para jogar relata problemas para carregar games.

Em nota enviada a Tilt, o WhatsApp informou que estão investigando a falha, mas não deram detalhes do problema.

Possível falha de DNS

Dane Knecht, vice-presidente da empresa de servidores Cloudflare, disse em seu perfil no Twitter que a queda global do Facebook tem a ver com DNS e que “as rotas BGP” da empresa “foram retiradas da internet”.

DNS significa Domain Name System, ou Sistema de Nomes de Domínios. É um computador com uma espécie de banco de dados que relaciona o endereço “nominal” (site do UOL, por exemplo) com o endereço real (número de IP, de Internet Protocol) para poder acessá-lo.

Funciona assim: quando você digita www.portalguara.com, servidores DNS entram em operação e “traduzem” o endereço para o IP 200.221.2.45 (relativo ao portal) e permitem o acesso.

Quando ocorre uma falha em um desses servidores, o endereço IP fica fora de alcance. Já BGP significa Border Gateway Protocol (Protocolo de Portão de Fronteira, em tradução livre). Trata-se do sistema que decide por qual rota os seus dados vão trafegar até chegar ao destino escolhido.

É como se fosse o Waze: quando você digita www.portalguara.com na barra de endereços do navegador e aperta Enter (ou abre o WhatsApp no celular), o BGP é o protocolo que avalia os possíveis caminhos que você pode tomar para chegar ao servidor desejado.

A queda geral vem na mesma semana em que o Facebook é alvo de uma série de acusações, incluindo a de ter negligenciado um estudo interno que mostrou que o Instagram é “tóxico” para jovens e a de ter dado passe livre para alguns perfis ignorarem as regras da rede social.

O vazamento de documentos internos da empresa chegou a levar o Facebook a depor numa comissão do congresso norte-americano na última semana. A empresa se defende das acusações dizendo que elas não procedem.

Após algumas semanas de um crise de imagem de proporção mundial, o Facebook viu na TV, assim como a audiência do canal americano CBS neste fim de semana, o rosto da ex-funcionária que revelou documentos internos da rede social no que hoje é chamado de caso dos “Facebook Papers”, em reportagens publicadas pelo Wall Street Journal.

Mais detalhes dessa entrevista: https://mediatalks.uol.com.br/2021/10/04/facebook-papers-ex-funcionaria-que-expos-relatorios-mostra-o-rosto-em-entrevista-a-cbs-nos-eua/

– Publicidade –

Outros destaques